Tragédia: Pai e filho são mortos de maneira cruel após ‘fofoca’ de funcionária da empresa da família

Uma grande tragédia se abateu sobre uma família moradora da cidade de Triunfo, que fica na Região Metropolitana de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul.

Segundo as informações repassadas pela polícia pai e filho foram mortos a tiros por um cozinheiro da empresa da família, o caso aconteceu na noite da última terça-feira (28), e chocou a população local.

As vítimas foram identificadas como Nelson Joel de Oliveira Ferreira, de 61 anos, e Anderson Guedes Ferreira, de 36 anos, ambos empresários e muito conhecidos na região.

LEIA TAMBÉM:  Gugu: suposto filho pede exame de DNA. Corpo infelizmente terá que ser

As investigações preliminares sobre o caso dão conta de que um homem que exercia a profissão de cozinheiro na empresa de transportes da família das vítimas matou pai e filho a tiros após um desentendimento gerado por uma ‘fofoca’.

Sandra Mara Guaglianoni, delegada responsável pelas investigações afirmou que Nelson teria sido grosseiro com a esposa do cozinheiro que também trabalhava na empresa. Chateada a mulher correu para contar ao marido o que havia acontecido e foi então que a situação evoluiu para uma tragédia.

LEIA TAMBÉM:  ATENÇÃO: Se você costuma eliminar este intruso de sua casa, PARE AGORA! Especialistas revelam a verdade chocante.

“Nelson teria pedido para que levassem leite para a cozinha da empresa. A esposa do suspeito levou. Ele [Nelson] teria sido ríspido com ela, que se queixou com o companheiro”, relata a delegada Sandra.

Ao saber da suposta grosseria o homem foi até a cozinha onde estavam Nelson e Anderson, para esclarecer os fatos. A conversa se tornou uma discussão acalorada e o cozinheiro sacou uma arma e disparou contra pai e filho.

Nelson e Anderson chegaram a ser socorridos com vida e encaminhados para uma unidade de saúde, mas não resistiram e morreram pouco depois.

LEIA TAMBÉM:  No hospital com a esposa, marido de Simony mostra momento leve da cantora: ‘mais um round’

Ainda segundo a polícia, Nelson tinha uma relação de amizade com o cozinheiro, o empresário permitiu que o suspeito e sua família morassem em uma casa em uma área dentro da propriedade onde a empresa é instalada.

O suspeito que usava tornozeleira eletrônica, rompeu o lacre e fugiu do local, a polícia continua buscando por pistas que levem ao paradeiro do cozinheiro.

Pai e filho foram sepultados juntos na manhã desta quinta-feira (30).