Tatá Werneck toma partido após pedido de prisão de Cid Moreira; ex-âncora do JN é acusado de trabalho infantil

Informações inicialmente publicadas pelo jornalista Leo Dias em sua coluna no portal Metrópoles indicam que o advogado Roger Moreira, filho do adotivo do jornalista Cid Moreira, ex-âncora do Jornal Nacional na Globo, apresentou denúncia em face do pai diante de acusações de crimes como exploração do trabalho infantil e homofobia.

Por meio das redes sociais, a atriz, humorista e apresentadora Tatá Werneck se manifestou de maneira contrária ao pedido de prisão do jornalista, considerando a situação como um verdadeiro absurdo, sobretudo em virtude da idade do veterano do jornalismo brasileiro.

LEIA TAMBÉM:  Enzo flagra Claudia Raia em situação inusitada no banheiro e se espanta com o que vê: ‘O que tá acontecendo?’

“Que absurdo. Prisão? Com 94 anos anos? Meu Deus”, foram as palavras publicadas por Tatá Werneck. Além dela, outras celebridades também deixaram comentários com reações semelhantes. “Dinheiro, o tal vil mental”, escreveu Astrid Fontenelle. “Infelizmente falta amor e generosidade nessa relação. Provavelmente os valores não tenham sido tratados de forma correta durante a educação e o convívio. Triste”, disse Cris Arcangeli.

LEIA TAMBÉM:  Confirmado falecimento de atriz que fez papéis de sucesso na TV e público lamenta: ‘perdemos uma estrela’

Os problemas familiares entre Cid Moreira e Roger Moreira vem se arrastando desde o ano passado, virando assunto na imprensa e nas redes sociais. Além de pai e filho, a esposa do jornalista, Maria de Fátima, também é alvo das acusações do filho adotivo.