‘Não teve nem um, nem dois, mas muitos óbitos’; testemunhas relatam ‘cenário de guerra’ em Capitólio (MG)

O Corpo de Bombeiros do Estado de Minas Gerais confirmou uma morte em virtude do deslizamento de rochas que integram um cânion na cidade de Capitólio, localizada na região sul do estado. As buscas continuam pela região, com estimativas de ao menos 15 feridos. Os relatos de testemunhas, porém, atestam que há muitos outros óbitos.

Testemunhas relatam cenário de guerra em Capitólio Em entrevista para o jornal O Tempo, Rovilson Teixeira, que trabalha há anos com o transporte de turistas na região, descreveu o cenário de destruição provocado pela tragédia. Segundo ele, em toda a sua vida, nunca havia presenciado algo semelhante.

LEIA TAMBÉM:  Jojo Todynho abre o jogo e conta sobre dificuldade que está passando no casamento: Não é fácil, é muito triste

No momento do acidente, várias lanchas trafegavam pela região, com pelo menos duas sendo atingidas. “Eu tinha acabado de sair de lá. Estamos todos atordoados, ninguém sabe quantas vítimas, mas já adianto que não teve nem uma, nem duas, mas muitas mortes. Tem muita gente machucada”, afirmou.

O sobrinho, Romildo Teixeira Júnior, de 32 anos, pilotava uma das embarcações no momento em que a rocha se desprendeu da estrutura. A pedra caiu ao lado da lancha e, por conta das ondas, virou a embarcação. Com dois cortes na cabeça, foi levado às pressas ao hospital, mas com lucidez mental.

LEIA TAMBÉM:  Aos seis meses de gravidez, Virgínia Fonseca faz ultrassom e fica pasma com o que vê nas imagens

Ainda pelo relato desta testemunha, muitos turistas foram arremessados para longe por conta da força do impacto. Várias ambulâncias estariam na região auxiliando nos trabalhos de resgate. Equipes do Corpo de Bombeiros de outras cidades auxiliam no resgate, que conta com a ajuda de um helicóptero vindo da cidade de Varginha.