William Bonner ‘lava a alma’ do Brasil e usa palavra forte já na abertura do Jornal Nacional

William Bonner apresentou o Jornal Nacional desta segunda-feira (9). Milhões de brasileiros assistiram ao telejornal exibido pela TV Globo e aguardavam o posicionamento do âncora do JN diante do ocorrido em Brasília, no dia anterior.

No domingo, apoiadores radicais do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiram a Praça dos Três Poderes, em Brasília. Os prédios do Palácio Planalto, STF e Congresso Nacional foram invadidos pelos golpistas. Rastro de destruição foi deixado no local.

LEIA TAMBÉM:  Influenciadora que vende conteúdos adultos é acusada de desviar doações da filha deficiente para plásticas

Bonner diz que democracia está de pé

William Bonner começou o Jornal Nacional com uma dura fala sobre os acontecimentos do dia anterior. O jornalista chamou a atenção ao classificar o que aconteceu em Brasília como “chocante”. Bonner também disse que as sedes dos três poderes estavam sendo reconstruídas.

O âncora do Jornal Nacional afirmou que a democracia segue de pé no Brasil. Bonner também informou que as responsabilidades estão sendo apuradas. A Polícia Federal prendeu mais de 1.000 manifestantes depois dos atos na capital do país.

LEIA TAMBÉM:  Pai desabafa após perder filho de 18 anos que estava em treinamento militar: ‘Você entrega seu filho saudável e o recebe num caixão’

Jornal Nacional faz ampla cobertura do que aconteceu em Brasília

Telejornal mais assistido da TV brasileira, o Jornal Nacional fez uma cobertura extensa do que aconteceu em Brasília no domingo. A edição do jornalístico mostrou detalhes do que manifestantes criminosos fizeram na capital federal e a repercussão. O presidente Lula (PT) decretou intervenção federal em Brasília e o Congresso Nacional aprovou a decisão. O ministro Alexandre de Moraes determinou o afastamento de Ibaneis Rocha (MDB) do governo do DF.

LEIA TAMBÉM:  Resultado do laudo da causa do falecimento de Paulinha Abelha sai e é divulgado; notícia não é das melhores