Musa do Caldeirão, bailarina Michelle Mibow é encontrada sem vida

Uma das destaque do carnaval paulista, a passista Michelle da Costa Chaga, mais conhecida como Michelle Mibow, foi encontrada sem vida, na noite da última segunda-feira (7), em Santos, no litoral de São Paulo. De acordo com familiares, a suspeita é que Mibow, de 40 anos, tenha sofrido um infarto.

De acordo com o que foi investigado pelo g1 na manhã desta terça-feira (8), o esposo dela, Sergio Vieira, que é bombeiro, chegou na casa deles e a encontrou caída no chão. Ele ainda tentou reanimá-la, porém a tentativa não surtiu efeito, e a passista acabou morrendo. À reportagem, Vieira desabafou sobre a perda e se declarou à passista . “Será sempre o amor da minha vida“.

LEIA TAMBÉM:  Grande atriz falece aos 81 anos após perder o marido; família expõe o que causou o falecimento

Michelle era bailarina e coreógrafa. Durante sua trajetória no Carnaval Santista, foi rainha da bateria da Escola de Samba União Imperial e da Unidos dos Morros. Nos dias atuais, era a madrinha da bateria Chapa Quente. Ela ainda foi coroada como Rainha do carnaval santista 2007 e Rainha do carnaval de São Vicente, em 2017.

LEIA TAMBÉM:  Vídeo: Aparência de Suzane von Richthofen deixando o presídio para ‘saidinha’ temporária choca as redes sociais

Em São Paulo, Michelle também foi destaque do samba. Ela chegou a ganhar o título de Princesa da Escola de Samba Vila Maria e foi Musa da Águia de Ouro, duas das mais tradicionais agremiações do carnaval de São Paulo.

Um dos pontos mais relevantes da carreira da passista foi em 2013, quando ela chegou a ser finalista do Musa do “Caldeirão do Huck”, da Globo. Em 2019, ela recebeu o prêmio ‘Estandarte Santista’, com cerca de 252.592 votos. O prêmio tem o apoio da TV Tribuna, afiliada da TV Globo e do g1 Santos e tem a finalidade de incentivar ainda mais os destaques do carnaval de Santos.

LEIA TAMBÉM:  Brasileiro que se mudou com a família para a Itália morre no primeiro dia de trabalho