Menino com câncer raro enfrenta prognóstico de 1 mês de vida e pede ajuda nas redes sociais

Com apenas 9 anos, Jean Lucas Paes Leme, já trava uma batalha há seis meses contra um tipo de câncer brutal e raro, conhecido como linfoma de Burkitt. A doença está prejudicando radicalmente as funções de seu intestino, baço e bexiga. Devido ao avanço dos sintomas, a solução é ir atrás de um tratamento novo e de alto custo nos EUA, chamado CAR-T Cell. No entanto, a família precisa correr para juntar os R$ 2 milhões necessários, pois de acordo com a mãe de Jean, sem o tratamento, o prognóstico é de que ele terá somente mais 30 dias de vida.

LEIA TAMBÉM:  Como é o Leonardo como pai? Em meio a polêmicas, intimidade do cantor é exposta

Pelo amor de Deus, nos ajudem a salvar o Jean, ele tem só um mês de vida se não fizer o tratamento“, desabafa a mãe, Dayanne Jubé Cardoso, no texto criado para uma das vaquinhas online com o intuito de juntar os recursos necessários para a viagem e o tratamento da criança nos EUA, país em que a terapia chamada CAR-T Cell vem sendo aplicada com grande êxito.

LEIA TAMBÉM:  Após raspar a cabeça em luta contra o câncer, Susana Naspolini mostra perucas

CAR-T Cell é a sigla usada para intitular o receptor quimérico de antígeno, em português. Ou seja, ela é um tipo de imunoterapia que utiliza linfócitos T, células do sistema imunológico do organismo.

Vale ressaltar que o tratamento corresponde em remover, isolar e alterar geneticamente os linfócitos para poderem identificar células do câncer. Depois, eles são introduzidos de volta no organismo do paciente, com força suficiente para matar as células cancerígenas.

LEIA TAMBÉM:  Dias difíceis? Geraldo Luis reaparece visivelmente abatido, fala sobre ‘ir embora’ e faz desabafo misterioso

A terapia celular ou uso das células do sistema imunológico do próprio paciente para tratar o câncer já é usada em inúmeros países e já se inicia a ser desenvolvida também no Brasil. O desafio é superar os custos de produção que podem chegar a R$ 2 milhões (US$ 400 mil) por paciente.

Instagram @AmigosdoJeanLucas