Mãe perde três filhos em Petrópolis e recorda atitude da filha: ‘eu não sei, mamãe, eu não sei’

Fábio Machado Silva, de 44 anos, e a esposa, Francisca Maranguape Silva, de 50, estão desolados. Os três filhos do casal morreram soterrados no bairro Alto da Serra, em Petrópolis, após as fortes chuvas de terça-feira (15). Mais de 140 mortes já foram confirmadas na cidade.

Ao g1, Fábio contou que estava com os filhos em casa quando a chuva apertou e a residência desmoronou. Ele afirmou que sente um morto-vivo com a morte dos três filhos e disse que só Deus e o Espírito podem consolá-lo neste momento difícil.

LEIA TAMBÉM:  Simony chora com resultado de exame em tratamento contra câncer: “Nada mais

Os filhos do casal eram Daniel, de 6 anos, Stephanie, de 11, e Mila, de 13. Fábio contou que houve um barulho muito forte e chamou pelos filhos dentro de casa. Ao tentar sair, a água aumentou muito e o jogou a cerca de 30 metros de distância.

Ele pediu aos filhos que subissem para o primeiro andar da casa. Vinte minutos depois, quando conseguiu retornar, já não havia mais o que fazer. Neste sábado (19), eles aguardavam a liberação dos corpos no Instituto Médico Legal. Fábio estava com a perna toda machucada.

LEIA TAMBÉM:  Com problema grave de saúde, Alexandre Nero é afastado das gravações

No momento do ocorrido, a mãe das crianças, Francisca, estava no trabalho. Ela diz que desde terça-feira não come nada, só bebe suco e água. Francisca afirmou que quando se deita, chora porque não vai mais ver os filhos.

A mulher disse que dois dias antes da tragédia, atitude de uma das filhas chamou a atenção. “E a Stephanie no domingo chorou muito, muito. Aí eu falei assim: o que essa menina tem? ‘Eu não sei, mamãe, eu não sei’”, respondeu. Além dos 146 mortos em Petrópolis, há 191 desaparecidos na cidade. As buscas continuam em diversas áreas.

LEIA TAMBÉM:  Vídeo: Mulher é expulsa de supermercado em Belo Horizonte por usar short curto. ‘Homens não se controlavam’