Mãe perde três filhos em Petrópolis e recorda atitude da filha: ‘eu não sei, mamãe, eu não sei’

Fábio Machado Silva, de 44 anos, e a esposa, Francisca Maranguape Silva, de 50, estão desolados. Os três filhos do casal morreram soterrados no bairro Alto da Serra, em Petrópolis, após as fortes chuvas de terça-feira (15). Mais de 140 mortes já foram confirmadas na cidade.

Ao g1, Fábio contou que estava com os filhos em casa quando a chuva apertou e a residência desmoronou. Ele afirmou que sente um morto-vivo com a morte dos três filhos e disse que só Deus e o Espírito podem consolá-lo neste momento difícil.

LEIA TAMBÉM:  Ex-Fazenda presencia o crime que triou a vida do marido, junto da filha de 9 anos

Os filhos do casal eram Daniel, de 6 anos, Stephanie, de 11, e Mila, de 13. Fábio contou que houve um barulho muito forte e chamou pelos filhos dentro de casa. Ao tentar sair, a água aumentou muito e o jogou a cerca de 30 metros de distância.

Ele pediu aos filhos que subissem para o primeiro andar da casa. Vinte minutos depois, quando conseguiu retornar, já não havia mais o que fazer. Neste sábado (19), eles aguardavam a liberação dos corpos no Instituto Médico Legal. Fábio estava com a perna toda machucada.

LEIA TAMBÉM:  Marília Mendonça: Possível motivo da queda de avião é divulgado

No momento do ocorrido, a mãe das crianças, Francisca, estava no trabalho. Ela diz que desde terça-feira não come nada, só bebe suco e água. Francisca afirmou que quando se deita, chora porque não vai mais ver os filhos.

A mulher disse que dois dias antes da tragédia, atitude de uma das filhas chamou a atenção. “E a Stephanie no domingo chorou muito, muito. Aí eu falei assim: o que essa menina tem? ‘Eu não sei, mamãe, eu não sei’”, respondeu. Além dos 146 mortos em Petrópolis, há 191 desaparecidos na cidade. As buscas continuam em diversas áreas.