Jovem de 26 anos é encontrada sem vida e com sinais de violência; suspeito saiu da casa apressado e nervoso

Mais um triste caso de genocídio foi registrado nesta última quarta, dia 10 de agosto, no estado de Pernambuco,  a jovem Juliana Maria de Souza de 26 anos de idade foi encontrada sem vida dentro de casa e com sinais de violência.

O principal suspeito do crime que aconteceu em Catende, na Mata Sul, é o namorado de Juliana que foi visto saindo do local bastante apressado e nervoso. Ele inclusive esqueceu seus documentos pessoais dentro de um móvel da residência.

LEIA TAMBÉM:  Morre aos 70 anos a ex-bolete que não sorria; ela foi dançarina do Bolinha por muito tempo

O corpo da jovem foi removido pelo Instituto Médico Legal(IML) e levado para exames em Santo Amaro, que fica na região central da capital Recife.

Exame revelaram que a causa da morte de Juliana foi por asfixia. O caso será investigado pela Delegacia Seccional de Palmares como homicídio por violência doméstica.

A motivação para o crime ainda será investigado pela Polícia Civil do estado de Pernambuco.

LEIA TAMBÉM:  Sérgio Reis manda recado para Leonardo e diz o que sente: ‘Aquele bandido, vagabundo, sem vergonha’

Um levantamento feito no estado de Pernambuco revelam que de janeiro a junho foram registrado 38 casos de feminicídios, ou seja, a cada quatro ou cinco dias um desses crimes acontece.

Infelizmente, casos como o de Juliana estão acontecendo em números crescentes no Brasil inteiro. No último sábado, dia 6 de agosto, Renata Alves da Costa, de 35 anos de idade, também veio a óbito e o principal suspeito também é o ex-namorado da vítima.

LEIA TAMBÉM:  Esposa de Stênio Garcia quebra o silêncio após tirar ator à força de entrevista

Já a última terça, dia 9 de agosto, o mesmo aconteceu com Fernanda Mirtes da Silva de apenas 20 anos de idade que também morreu vítma de feminicídio.