Ivete Sangalo está sofrendo acusações de ex-funcionário que pede um alto valor de indenização

Ivete Sangalo é uma cantora extremamente conhecida no Brasil por conta de suas músicas de sucesso. Recentemente, foi informado que a famosa está sofrendo um processo que foi iniciado por um ex-funcionário. O ex-funcionário era responsável por ser o roadie na equipe da baiana. Eles trabalharam juntos por um período de 25 anos.

E agora, o ex-funcionário entrou com uma ação trabalhista contra Ivete, e a empresa que administra sua carreira, a IESSI, pedindo uma indenização de 1,4 milhão de reais.

LEIA TAMBÉM:  Pelé é diagnosticado com câncer em várias partes do corpo e estado de saúde é divulgado

O ex-roadie conta que foi desligado da equipe de Ivete em meados de 2020, alegando que nestes 25 anos de trabalho, ele não teve a carteira assinada e sequer chegou a receber algum benefício. Além disso, contou que quando foi demitido, não recebeu nenhuma rescisão.

Com isso, o ex-roadie está pedindo o valor dos benefícios que se classificariam, como o FGTS, férias, décimo terceiro salário e 430 mil reais de multa rescisória.

LEIA TAMBÉM:  Piora o quadro de saúde do querido cantor Zé Neto; sertanejo é internado às pressas em hospital, diz colunista

Sem ter uma carteira assinada, o trabalhador está utilizando como prova os crachás que tinha quando trabalhava, além das roupas que eram utilizadas pela staff.

Uma audiência está marcada para acontecer no dia 15 de agosto.

“Conhecido como ‘O roadie da cantora Ivete’, honrando pessoalmente horários de entrada e saída, participando de todos os shows, eventos, ensaios, programas de Rádio, TV e Lives, não sendo substituído ou substituível nessa função”, diz um trecho do documento, revelando mais detalhes de toda a situação.