Falece ator Henry Silva, ícone que ficou famoso por dar vida a vilões; causa do óbito foi divulgada

A morte de um artista querido é sempre algo doloroso para os fãs. Infelizmente, o mundo dos famosos sofreu mais uma baixa nos últimos dias. Morreu aos 95 anos de idade, o ator Henry Silva, um dos veteranos de Hollywood. O artista faleceu na última quarta-feira, 14 de setembro. O famoso faleceu de causas naturais em Woodland Hills, Califórnia.

O ator tem um currículo invejável com mais de 130 papéis ao longo de sua trajetória artística. Ele participou de filmes e séries, sendo importante ressaltar que a maioria dos seus personagens eram vilões. O artista raramente dava vida a mocinhos, mas costumava roubar a cena dos heróis da trama.

LEIA TAMBÉM:  Aos 4 anos, filha de Sabrina Sato anuncia gravidez na família e pais comemoram durante festa

A estreia de Henry Silva aconteceu nas telonas no ano de 1952. Ele interpretou vários pistoleiros que eram clássicos na década de 50. A transição para os papeis como gangster ocorreu na versão original do filme Onze Homens e um Segredo, em 1960. Na trama, ele deu vida a um ladrão que fazia parte da turma de Frank Sinatra.

LEIA TAMBÉM:  Luto no SBT : O Brasil chora sua dor junto com Silvio Santos, infelizmente foi confirmado

Após dois anos, eles atuaram juntos em lados opostos na comédia Os três Sargentos. Foram diversos personagens nos mais variados estilos ao longo de sua trajetória como ator. Inclusive, longas-metragens com temática de máfia na Itália, sendo um deles O chefão. Durante os anos 70, ele trabalhou quase toda década no cinema italiano, retornando aos Estados Unidos em 1979.

LEIA TAMBÉM:  Dado Dolabella não vai à festinha de Wanessa Camargo com seu ex-marido; suposto motivo vem à tona

O ator trabalhou com grandes lendas do cinema americano, como os atores Chuck Norris e Steven Seagal, ambos conhecidos especialmente pelos filmes de ação. Além de trabalhar atuando em grandes produções, o americano fez dublagens em desenhos animados. Com uma carreira brilhante, o artista fez a sua última aparição há 21 anos em uma pequena participação num filme sob direção de Steven Soderbergh.