Empresária é morta e enterrada pela faxineira que trabalhava há mas de 20 anos com ela

Nesta última segunda, dia 6 de junho, um casal de namorados for preso no sudeste do Pará, em Porto de Moz. Beiliane Guedes dos Santos e seu namorado, Wendel Silva Castro confessaram o crime que cometeram contra Jaqueline do Socorro de Vieira Cunha.

Beiliane trabalhava para Jaqueline e morava no mesmo imóvel que a patroa. Jaqueline era muito conhecida na cidade e estava sempre junto com os amigos durante o final de semana.

LEIA TAMBÉM:  Após 3 dias de buscas, mãe e filha de 3 anos são encontradas por drone

Os amigos e familiares de Jaqueline começaram a suspeitar que algo tinha acontecido após não terem nenhuma resposta de volta. Ela foi dada como desaparecida no sábado, dia 4 de junho, após os familiares acionarem a polícia.

Rapidamente a polícia chegou a uma solução deste crime já que câmeras de segurança de casas vizinhas gravaram Beiliane e o namorado. Beiliane trabalhava para Jaqueline há mais de 20 anos e confessou que tirou a vida a patroa com a ajuda do namorado.

LEIA TAMBÉM:  Mãe de 23 anos que deu à luz há um mês morre e deixa dois bebês; marido desabafa: ‘tenho me culpado’

A empregada doméstica  revelou que mataram Jaqueline para roubar jóias e outros objetos de valor que tinha na casa. Após confissão os depois levaram a polícia até o local em que enterraram o corpo de Jaqueline.

Veja reportagem exibida no SBT News:

O casal indicou o local em que enterraram Jaqueline. O corpo estava em uma cova em uma área próxima ao lixão de Porto de Moz. Beiliane e Wendel estão presos aguardando a decisão da justiça pelo crime de latrocínio.