Delegado revela postura de adolescente que tirou a vida da mãe e do irmão por não querer obedecer: ‘Em nenhum momento chorou’

Um caso está deixando muitas pessoas chocadas. Um adolescente de apenas 13 anos tirou a vida da mãe e do irmão, ainda deixando o pai gravemente ferido. O motivo? Ele alegou ter se sentindo pressionado após os pais terem cobrado notas melhores e também terem pedido para que ele ajudasse mais nas tarefas de casa. O jovem cometeu o crime utilizando a arma do pai que é Policial Militar reformado.

LEIA TAMBÉM:  “Perdi meu filho em meus braços”, revela Cafu ao fazer 50 anos

O delegado Renato Leite, responsável por cuidar de todo o caso, revelou mais detalhes da postura do menino, mostrando uma extrema frieza. Ele contou em que nenhum momento o jovem chorou ao saber que os familiares estavam mortos e que ainda demonstrou surpresa ao saber que o pai estava vivo, dando a entender que preferia que os três estivessem mortos.

LEIA TAMBÉM:  Pelé sonhava em fazer filme com Chaves, mas o humorista recusou e deixou o motivo claro

“Em nenhum momento ele chorou ou demonstrou emoções. Chegou a mostrar surpresa, e uma aparente frustração ao saber que o pai tinha sobrevivido”, contou o delegado.

O adolescente foi encaminhado para um Centro Educativo da Paraíba, onde deverá receber o tratamento de especialistas. Transtornos mentais não são descartados.

O pai do garoto sobreviveu, mas está paraplégico.

O delegado ainda disse que o depoimento foi algo terrível e que não tem qualificações para saber o verdadeiro perfil do garoto, mas que neste momento ele precisa ser acolhido.