Atriz da Globo faleceu: falida e abandonada por amigos: ‘Dava dinheiro para todo mundo’

A televisão é um dos meios de comunicação de massa com maior poder de projeção: notícias, esportes e entretenimento ganham importância e atenção maior do público ao serem transmitidos na TV.

Embora existam muitas personalidades que conquistaram sucesso e permaneceram décadas no ar, com fortunas em suas contas bancárias, outros passam situações bem diferentes: a falta de oportunidades, o encerramento de ciclos contratuais e outras questões acabam arrastando nomes que fizeram parte da história da TV para o ostracismo.

LEIA TAMBÉM:  Um dos gêmeos da filha do Xuxa foi para UTI e ela atualiza estado de saúde dos bebês

E infelizmente esse foi o caso da atriz Wilza Carla. Nascida em Niterói, Rio de Janeiro, a atriz começou a trabalhar na Globo no ano de 1970, na novela Assim na Terra como no Céu. No ano de 1972, conseguiu engatar em outra novela, desta vez na TV Tupi.

Seu papel de maior sucesso e que até hoje é lembrado pelos amantes da novela é a Dona Redonda, de Saramandaia. Wilza viveu a personagem no ano de 1976. Dona Redonda ficou marcada por explodir de tanto comer na trama. A personagem foi relembrado no remake homônimo de 2013, desta vez interpretada por Vera Holtz.

LEIA TAMBÉM:  Caso Lara: Pai da menina se cansa e faz revelação envolvendo dívida alta e briga antes da morte

A atriz passou anos afastada das novelas, até fazer uma participação especial na novela Cambalacho, de 1986. Nos anos 1990 trabalhou em Ana Raio e Zé Trovão e no ano seguinte fez a minissérie O Portador, na TV Globo. Ao todo, fez mais de 40 filmes, além de ser figurinha carimbada no Show de Calouros de Silvio Santos.

LEIA TAMBÉM:  Homem que espalhou fotos do corpo de Marília Mendonça é preso

O fim da vida da artista foi marcado por vários problemas de saúde, bem como a falta de dinheiro e a ausência de amigos. Segundo a própria, ela não recebia visita dos seus amigos em seus piores momentos, quando esteve acamada.