Vídeo: Primo do goleiro Bruno, que informou o paradeiro de Eliza Samudio, é morto no Rio de Janeiro

Jorge Luiz Rosa, de 28 anos, primo do goleiro Bruno Fernandes, foi morto nesta última sexta-feira (2), na comunidade de São Gonçalo, localizada na cidade do Rio de Janeiro.

Foi Jorge Luiz Rosa, que na ocasião do desaparecimento de Eliza Samudio, tinha 18 anos, relatou para a polícia o paradeiro da modelo.

Com o depoimento de Jorge Luiz que a Justiça chegou até um sítio em Vespasiano, onde ele afirmou que Elisa Samudio estava. Foi através das revelações de Jorge Luiz que os nomes dos comparsas do goleiro Bruno vieram à tona.

LEIA TAMBÉM:  Filho de Cid Moreira entra na justiça contra o apresentador e pede 200 salários mínimos como indenização

Jorge Luiz estava preso pelo tráfico de drogas e havia deixado o sistema penitenciário há cerca de duas semanas. Ainda segundo as primeiras informações colhidas sobre o assassinato de Jorge Luiz, ele teria cometido um roubo na comunidade, há imagens do momento em que o primo de Bruno entra em uma farmácia e furta um celular.

De acordo com uma pessoa que mora na comunidade foi o crime organizado que castigou Jorge Luiz.

LEIA TAMBÉM:  Luciano Huck pede desculpas ao público após comentário desagradável sobre Marília Mendonça: ‘Me arrependi’

“Aí o crime não perdoa. Roubou na favela e os caras bateram nele. Ele não resistiu e acabou morrendo em decorrência da agressão”, disse uma testemunha.

O enterro de Jorge Luiz aconteceu neste sábado (3), o goleiro Bruno, foi procurado para falar sobre o assassinato do primo.

LEIA TAMBÉM:  Lembra quando Zezé Di Camargo disse que nunca amou Zilu e que “mulher feia tem que ser traída”?

Jorge não é primeiro parente de Bruno Fernandes envolvidos no processo de Elisa Samudio. No ano de 2012, Sérgio Rosa Sales, foi assassinado em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais.

Naquela ocasião, a juíza Marixa Fabiane Lopes, afirmou que Sérgio Sales era uma espécie de “arquivo vivo”.