Video mostra motorista com fala arrastada após acidente que matou ciclista em Vitória

O jornal A Gazeta teve acesso a um vídeo filmado logo após o acidente que tirou a vida da modelo Luísa Lopes, de apenas 24 anos. Nas imagens, um policial aparece conversando com Adriana Felisberto Pereira, 33, que é suspeita de ter atropelado a jovem.

No vídeo, Pereira aparece sentada ao meio-fio, aparentando mal-estar. Questionada pelo policial, a corretora de imóveis nega que estivesse passando mal e afirma estar estressada por conta do acidente. Com a voz arrastada, Pereira conversou com o policial.

LEIA TAMBÉM:  Quem era Marcelo Camilo? Amigos lamentam sua morte dentro de empresa

“A mulher passou na minha frente e eu acabei com a vida da mulher”, chega a dizer. Na conversa, Pereira admite que estava em um bar, mas nega ter consumido bebida alcoólica. Ela alega ter bebido só água, mas se recusa a fazer o teste do bafômetro.

Pereira foi contrariada por uma moça que também estava no carro e seria sua irmã. A mulher afirmou aos policiais que Pereira teria bebido um copo de cerveja. A corretora, no entanto, volta a negar e alega que sua fala arrastada se deve a antidepressivos.

LEIA TAMBÉM:  Ciúmes, inveja e relação gay: polêmica da herança de Cid Moreira ganha novo capítulo com revelações fortes

O policial então pontua que também toma remédios e nem por isso tem a fala arrastada. A conversa se segue, então o policial questiona se ela tem consciência do que aconteceu, Felizardo afirma que sim, mas destaca que se preocupa com o carro, que precisa do carro para trabalhar.

Uma socorrista do Samu que presencia a cena questiona então:

LEIA TAMBÉM:  Valor da herança de Erasmo Carlos é divulgado e surpreende família e amigos

Socorrista: A senhora esta preocupada com o carro? Você acabou de estourar a cabeça de uma menina.

Pereira: Eu estourei a cabeça dela porque ela passou na minha frente

A socorrista sugere então que ela “fique em silêncio porque está piorando as coisas”. Pereira foi presa em flagrante, mas pagou fiança e responde em liberdade. O vídeo pode ser visto na íntegra na página do jornal A Gazeta (clique aqui).