‘Quero dar meu menino de 2 anos para adoção’, desabafa pai solteiro

Um pai que pretende colocar seu filho de apenas dois anos para adoção e falou seu desabafo no depoimento nas redes sociais, e contou sobre os seus planos.

O rapaz também solicitou a opinião de algumas outras pessoas sobre o assunto.

Em 2016, foi descoberto que a sua namorada está grávida ela tinha o desejo de abortar criança, porém como pai da criança é cristão, ele não quis.

Eu estava me formando naquele ano e já tinha um emprego legal então achei que poderia sustentar meu filho. Então, eu e minha namorada combinamos que ela iria ter o filho, mas eu seria pai solteiro porque ela não queria criar um filho tão nova.

Assim que a criança nasceu, a mãe já tinha se mudado do estado, logo a criança ficou aos cuidados do seu pai.

Os dois estavam com 21 anos na época.

Após dois anos do nascimento de seu filho, o pai conta que está totalmente insatisfeito com a vida para qual está levando.

A sua reclamação é de não conseguir subir de cargo no seu trabalho, de não conseguir se relacionar seriamente, além de não ter tempo para ele próprio.

Ele que fingindo que friamente acabou cuidando da criança, devido à situação, mas essa não foi a sua intenção, de acordo com ele.

Eu sempre quis ser um ótimo pai que ama seu filho, mas eu não acho que posso ser essa pessoa. Eu tentei por dois anos, mas não deu. Você sempre ouve sobre aquele amor incondicional que os pais sentem por seus filho, mas isso nunca aconteceu comigo.

Ele ainda questiona adoção é o melhor para criança.

Então, será que eu devo colocar meu filho para adoção?

Mas depois, ele menciona aqui se ele colocar o filho para adoção, ele irá se certificar de que a família tenha uma vida financeira está viu o, além de ser amorosa.

Eu iria querer ter certeza que ele iria ficar com uma família amorosa e crescesse em um lar estável, como foi o meu.

Por um lado, eu penso que estou sendo um idiota em considerar isso porque meu filho já está começando a se apegar a mim e minha mãe já se apegou muito a ele.

Por outro lado, eu penso que estou agindo certo em dá-lo para a adoção porque eu sinto que posso acabar prejudicando a infância dele e que ele estaria melhor em um lar estável.

Nos comentários nas redes sociais diversos internautas ou julgaram pela atitude de querer colocar o filho para adoção sem mais nem menos, diversos relatos disseram que a situação que ele vive é extremamente normal para as mães e os pais solteiros.

“Isso que você contou acontece com todos os pais e mães solteiros e também com muitos que tem um companheiro. Você não é especial! Você quis ser pai então lide com isso e seja um bom pai!”, comentou um internauta.