Morador de rua que foi agredido manda recado para personal: ‘Cuide bem da sua esposa, ela precisa de carinho’

O caso do morador de rua que foi o grande assunto das redes sociais na última semana finalmente ganhou a versão do sem-teto. Givaldo Alves, de 48 anos, foi espancado pelo personal trainer Eduardo Alves no último dia 9 de março, na cidade de Planaltina, Distrito Federal.

Após ficar uma semana internado por conta dos ferimentos, Givaldo foi retirado da cidade por medo de futuras retaliações. A equipe de reportagens do site Metrópoles encontrou o novo paradeiro do morador de rua, mas não revelou o local durante a entrevista.

LEIA TAMBÉM:  Abalado, marido de Jojo Todynho bota para fora o que estava engasgado: ‘Eu só queria dar um tempo’

A versão de Givaldo Alves casa com a de Sandra, esposa de Eduardo. O sem-teto contou na entrevista que não fez nada de errado com a moça, que foi ela quem o encontrou na rua e pediu para “namorar” com ele. A princípio, Givaldo teria se recusado, com o argumento de que não tinha dinheiro para passear com Sandra. Foi quando a mulher ofereceu seu carro para que os dois pudessem ficar mais à vontade e ele não conseguiu recusar novamente.

LEIA TAMBÉM:  Cantora gospel e pastora Ludmila Ferber perde a vida aos 56 anos; causa do óbito é revelada

O morador de rua condenou a atitude de Eduardo Alves, que o espancou ao flagrar a cena dele com Sandra dentro do carro. O personal também tem usado veículos de imprensa para acusar o sem-teto de ter estuprado sua esposa, o que a própria Sandra descartou em um áudio.