Garoto que morreu após afundar em piscina da escola já previa, veja o que ele disse

Luigi, garoto de apenas nove anos, morreu após afundar em piscina da escola em que estudava. O caso que aconteceu na cidade de São Vicente, região litorânea paulista, está sendo investigado pela polícia. Contudo, a hipótese que está sendo trabalhada é que a criança tenha sofrido um mal súbito.

Com  70 centímetros de profundidade. O menino teria sido resgatado rapidamente e socorrido por uma educadora. O Corpo de Bombeiros foi chamado e prestou os primeiros socorros a Luigi, encaminhou ao Hospital Municipal, porém não resistiu. Rafael contou que a escola ligou dizendo que o filho havia sofrido um desmaio e estava no hospital.

LEIA TAMBÉM:  Ex-Fazenda presencia o crime que triou a vida do marido, junto da filha de 9 anos

Chegando no local, ele recebeu a informação da morte da criança. “Imaginávamos que fosse do coração”, recordou. O pai ressaltou que a família não foi avisada que teria piscina na escola. A certidão de óbito da criança consta que a causa da morte foi afogamento, porém as investigações trabalham com a hipótese de mal súbito.

Luigi era uma criança educada e muito carinhosa, o garoto sofria de arritmia e déficit intelectual.

LEIA TAMBÉM:  Você sabia que uma cenoura prejudicou esse ex-galã da Globo? Hoje ele é vendedor ambulante

De família evangélica, encontrou conforto em uma mensagem enviada por uma pessoa que frequenta a mesma igreja. Rafael contou que, um dia antes do falecimento, eles foram ao culto e o menino abraçou a irmã e disse que estava indo para o céu.