Em apenas 4 anos, pai perde os 3 filhos para o câncer

O economista Regis Feitosa Mota, 52 anos, residente de Fortaleza (CE), teve a infelicidade de perder seus três filhos para o câncer em um curto espaço de tempo de quatro anos. Beatriz, Pedro e Ana Carolina vieram a óbito vítimas da doença que o próprio pai enfrenta.

Nos últimos 13 anos, a família Mota recebeu mais de dez diagnósticos de câncer. Ana Carolina puxou a lista das mortes na família; em 2009, aos 12 anos ela foi diagnosticada com leucemia linfocítica aguda. Fez o tratamento e chegou a se curar.

LEIA TAMBÉM:  'Eu vou morrer', relato de irmãs que sobreviveram à tragédia em Capitólio leva o Brasil às lágrimas, uma delas levou 200 pontos na cabeça

Alguns anos depois, o pai foi diagnosticado com um câncer de mama ao mesmo tempo que sua esposa. Dias depois, ele tomou conhecimento de vários nódulos pequenos no pescoço, na axila e no abdômen. Após uma série de exames ele descobriu que tinha leucemia linfocítica crônica. Doença que ele trata até hoje.

LEIA TAMBÉM:  Sérgio Hondjakoff surge em vídeo e fotos e fãs comemoram melhora: ‘muito melhor’

Em 2016, o segundo filho do economista, Pedro, descobriu um osteossarcoma na perna esquerda. Nos anos seguintes, a doença se alastrou para outras partes do corpo, como pulmão e coluna vertebral.

A filha mais nova, Beatriz, de outro casamento, tomou conhecimento aos 9 anos que tinha a mesma doença da irmã. Um ano depois, a pequena não resistiu e veio a óbito.

LEIA TAMBÉM:  ‘Meu pai nunca foi flor que se cheire’: Wanessa desabafa sobre comportamento de Zezé di Camargo

A filha mais nova, Beatriz, de outro casamento, descobriu aos 9 anos que tinha a mesma doença da irmã. Um ano depois, a pequena não resistiu e veio a falecer.

Esta semana, Regis se despediu de sua filha mais velha, Ana, que chegou a se recuperar da doença, se formou em Medicina, no entanto, a doença retroagiu e ela não resistiu.