Dentista não resiste e acaba falecendo após passar por teste de aptidão física da PM no Ceará; familiares lamentam

Neste domingo, dia 12 de junho, foi confirmada a morte da dentista Darlene Sonaria Ferreira, de 30 anos de idade. Ela faleceu após ter se sentindo mal durante um teste de aptidão física que foi realizado com a intenção de ingressar na Polícia Militar do Ceará. O caso está sendo investigado.

Uma familiar da mulher, que preferiu não ter sua identidade revelada, disse que Darlene teria sofrido um infarto após ter passado por uma das provas. A prima ainda comentou que a dentista nasceu no Rio Grande do Norte, e após algum tempo, ela se mudou e passou a atender na região de Iracema, interior do Ceará.

LEIA TAMBÉM:  Tadeu Schmidt e Márcio Garcia na luta por um programa aos domingos

“Ela sempre foi assim de conseguir as coisas na garra. Ela queria ser oficial da PM. Sempre viveu longe de casa em busca dos sonhos dela”, comentou a prima, revelando que Darlene era uma pessoa muito sonhadora e que corria atrás de seus objetivos.

Foi informado pelas autoridades que assim que Darlene passou mal, ela foi imediatamente socorrida e encaminhada às pressas para a unidade de saúde mais próxima. Porém, a dentista já chegou ao local inconsciente e sem os seus sinais vitais. O seu óbito acabou sendo confirmado.

LEIA TAMBÉM:  Antes de morrer, Pelé escreveu carta para o povo brasileiro em momento difícil

A Prefeitura de Iracema chegou a publicar um comunicado oficial, no qual lamentou a morte da dentista e ainda disse que se solidariza com a perda. Ela era muito querida na região.