Garota atropelada por Luisa Mell em 2008 está em estado vegetativo há 13 anos e nunca foi ajudada, diz família

Informações publicadas pelo jornalista Erlan Bastos, do site Em OFF, indicam que uma das vítimas do acidente automobilístico envolvendo a ativista Luísa Mell em 29 de julho de 2008 segue em estado vegetativo. A influenciadora digital dirigia uma Mitsubishi Pajero quando fechou uma motocicleta na qual estavam dois ocupantes no momento em que acessaria outra via.

Na moto estavam Marcelo Leal de Freitas, que tinha 21 anos de idade, e a então adolescente Bruna da Silva Viana, de 17. O rapaz, que conduzia o veículo, recebeu alta em pouco tempo. A garota, por sua vez, passou mais de três meses internada, boa parte do período na UTI, e chegou a correr risco de vida.

LEIA TAMBÉM:  Tragédia: seis pessoas morrem em grave acidente em Minas Gerais; duas eram crianças

Hoje com 30 anos de idade, Bruna está em estado vegetativo desde o dia do acidente. Para se alimentar, depende de sonda, e necessita do cuidado integral dos seus familiares.

Família reclama falta de apoio de Luísa Mell

À época do acidente, Luísa Mell teria se comprometido a ajudar a família de Bruna, desde que retirassem o processo criminal. Em entrevista ao Em OFF, a mãe de Bruna, dona Maria, disse que a ativista visitou a garota uma única vez, e chegou a ajudar com algumas fraldas, mas que pouco tempo depois telefonou exigindo que não mais fosse cobrada, uma vez que qualquer auxílio seria prestado apenas mediante decisão judicial.

LEIA TAMBÉM:  Luciano Huck deixa mãe de Paulo Gustavo constrangida com proposta indecente: ‘Cala a boca, garoto!’

Desde o dia do acidente, a vida da família de Bruna parou no tempo. “Tenho mais de 50 anos, mas minha aparência hoje é de 90”, desabafou a matriarca. A família necessita de auxílio financeiro de terceiros para custear o elevado tratamento da jovem, pois não tem condições econômicas suficientes.