Ex-paquita Pituxita conta tudo que viveu quando trabalhava ao lado da Xuxa; não podia nem beijar na boca

Ana Paula Almeida foi uma das paquitas da Xuxa e fez muito sucesso nas décadas de 80 e 90, sendo uma das mais queridas do público. Agora ela resolveu contar, em um livro, como era sua vida nos bastidores e mostrou que as coisas não eram como as pessoas imaginavam.

Muitas meninas sonharam em ser paquitas, mas agora a Pituxita mostrou ser preciso seguir várias exigências para ocupar uma das vagas. Pituxita Bonequinha – Minha Vida de Paquita, é o nome do livro onde ela revelou alguns segredos dos bastidores.

LEIA TAMBÉM:  Pai revela verdade chocante sobre assassinato de criança: 'Pacto brutal, pacto eterno'

As paquitas tinham aulas de canto e dança toda semana e precisavam obedecer uma extensa lista de proibições que eram impostas por Marlene Mattos, diretora do Xou da Xuxa.

As adolescentes precisavam seguir as regras 24 horas por dia, dentro e fora do programa, do contrário poderiam ser suspensas temporariamente ou até mesmo deixar a atração de forma definitiva.

LEIA TAMBÉM:  Silvio Santos toma decisão sobre Otaviano Costa no SBT

Segundo Ana Paula, as paquitas só podiam sair de casa na companhia de um dos pais, não estavam autorizadas a irem em festas e muito menos namorar. Nem um romance inocente ou beijo na boca era permitido.

“Não frequentar boates, bares e festas fechadas ou não; não sair à noite; não ter namorado ou paqueras; não beijar na boca (nunca); nunca sair desacompanhada dos pais; andar sempre com a barriga encolhida; frequentar aulas de etiqueta…”, revelou a ex-paquita.

LEIA TAMBÉM:  Helena Ranaldi, sumida há anos, ressurge do nada e vive romance com famoso ator que ninguém imaginava

Ela contou que na época chegou a viver um romance com Rafael Ilha, um dos integrantes do grupo Polegar, mas era tudo escondido e contou com a ajuda de Xuxa, porém, o namoro foi só por cartas.