EUA faz alerta a todo o planeta após Putin ordenar que forças nucleares da Rússia ficassem em ‘alerta’

O Ditador da RússiaVladimir Putin, determinou na manhã deste domingo (27) que as forças nucleares que o país dispõe fossem colocadas em “estado de alerta”. Para justificar a medida, afirmou que as sanções realizadas pelo Ocidente nos últimos dias são “ilegítimas”, além de demonstrar que o país sofre ameaça contra a soberania nacional por conta das duras críticas feitas pelos líderes dos países.

Gradativamente, autoridades governamentais de todo o planeta começam a repelir a emaça russa. A Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos, se manifestou poucos minutos depois, dizendo que a decisão de Vladimir Putin faz parte de uma estratégia reiterada de imposição de medo para alcançar os seus objetivos expansionistas.

LEIA TAMBÉM:  Jovem de 25 anos é morta pelo companheiro no Dia dos Namorados e mãe do suspeito toma atitude

Depois, o governo dos Estados Unidos reiterou que a Rússia jamais esteve ameaçada pela Otan, aliança militar formada pelo país e por nações da Europa Ocidental, ao contrário do que insinua Vladimir Putin a fim de conferir legitimidade às suas ações.

EUA faz alerta após ameaça nuclear da Rússia

Mais tarde, a embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), Linda Thomas-Greenfield, se manifestou publicamente, repudiando as ameaças de Vladimir Putin. Segundo ela, o terror causado pelo presidente russo coloca em risco a segurança de toda a comunidade internacional.

LEIA TAMBÉM:  Terror: Pai encontra e desenterra o corpo da filha que foi morta por conhecido da família

“Putin colocar as armas nucleares em alerta mostra que o líder russo está escalando o conflito de uma maneira que é inaceitável”, criticou. Herdeira da extinta União Soviética, a Rússia detém hoje o maior arsenal nuclear de mundo em números quantitativos, representando um temor de destruição da própria humanidade caso sejam acionadas.