Em entrevista, Personal da detalhes sobre o momento que flagou a esposa com um morador de rua

Foi realizada uma entrevista exclusiva do SBT News com o personal trainer Eduardo Alvez, que flagru a sua mulher no carro tendo relações s3x*ais com um morador de rua, em Planaltina, no Distrito Federal. O caso foi na quarta-feira (09.mar), mas só foi divulgado no início da semana.

A polícia de Brasília iniciou as investigações para responsabilizar o personal por conta das agressões feitas ao morador de rua, que foi pego com a esposa do personal em um momento íntimo.

Foi detalhado na entrevista ao apresentador Felipe Malta, pelo personal e pela advogada, Auricelia Vieira como tudo teria ocorrido, e quais serão as próximas etapas. A entrevista ainda não está disponível, mas logo estará na integra no canal SBT Brasília 12.1, e também no canal do youtube do programa.

LEIA TAMBÉM:  BBB22 – Pedro Scooby faz pergunta indevida a Tadeu Schmidt e toma ‘coice’ ao vivo: ‘esperando biscoito’

Eduardo Alves afirmou que a esposa ainda não prestou depoimento para a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e encontra-se internada para tratar da saúde mental. Ele destacou que essa foi a primeira vez que a mulher apresentou esse tipo de “surto”, que está reclusa e ainda não sabe o tamanho da repercussão que a situação tomou.

Tudo começou quando o personal flagrou sua mulher e um mendigo tendo relações dentro do carro, e acabou pensando que a mulher estava sendo vítima de estupro, porém não foi o que aconteceu. O personal, então, acabou agredindo o morador de rua, fazendo com que ele precisasse até mesmo de parar no hospital por conta dos ferimentos.

LEIA TAMBÉM:  Aos 65 anos, Taumaturgo Ferreira afirma que foi expulso de novela da Globo: ‘Fui cancelado’

Em áudios de depoimentos feitos pela mulher, ela declarou ter sentido uma coisa muito boa vindo do morador de rua, “Me deu vontade de dar um abraço nele”, declarou ela.

Logo em seguida, ela disse que começou a ter visões de estar na presença Deus, e disse que via o Eduardo também. “Às vezes, eu o enxergava como Deus, às vezes como Eduardo”, afirma.

LEIA TAMBÉM:  Zezé e Graciele Lacerda passam por momento complicado e fazem apelo aos fãs ‘Nos ajudem’

“Aí apareceu uma mensagem do Tiago Brunet que falava que a minha sogra estava atrapalhando, porque minha sogra estava preocupada (…) Aí ele apareceu, um morador de rua, com uma bolsa clara. Eu encontrei ele na porta de um comércio, de uma conveniência, e ele ia acender um cigarro. Aí eu tirei o cigarro da mão dele, falando que ele já estava curado. Levei ele para conversar em um banco”, relatou a mulher nos áudios.