William Bonner desmente Bolsonaro ao vivo no Jornal Nacional: ‘Não é verdade’

Não é surpresa para muitos, que um dos críticos mais ferrenhos a respeito do Presidente Jair Messias Bolsonaro (sem filiação a partidos), é o âncora e editor chefe do Jornal Nacional, William Bonner. Mas não é para menos, muitos concordam com a opinião de William, já que constantemente ouvimos falas polêmicas do Presidente a respeito do novo cora vírus, e a vacinação contra o mesmo vírus.

Recentemente, durante o a apresentação ao vivo do jonral, William Bonner anunciou uma reportagem, sobre as declarações de Jair Bolsonaro, a respeito do isolamento, conhecido como Lock Down,  que foi adotado por grande parte dos Deputados e governadores de nosso país.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o lockdown adotado em cidades brasileiras como forma de conter o avanço da pandemia. Bolsonaro criticou os governadores, especialmente o do Distrito Federal, Ibanês Rocha, que decretou toque de recolher das 10 da noite às 5 da manhã”, disse o âncora.

“Mas na crítica o presidente chamou de estado de sítio esse toque de recolher, o que não é verdade”, completou ele, frisando a última parte da frase. Logo em seguida, foram apresentadas as falas do Presidente. Bolsonaro afirmou que somente ele deveria ter autonomia para decretar o que foi decretado pelo Distrito Federal.

“Na verdade, em casos de emergência de saúde pública, a lei 13.979 concede às três esferas de governo o direito de adotar medidas restritivas, como isolamento, quarentena e restrição à locomoções, entre muitas outras”, disse Bonner, se contrapondo a Bolsonaro outra vez, mas dessa vez, mostrando o erro nas falas do presidente, utilizando os artifícios impostos na lei.

Desde o início da pandemia, vemos William Bonner e Renata Vasconsellos, fala sobre as falas controversas do presidente a respeito da pandemia, e da contaminação pelo vírus.