Tio que acolheu trigêmeos órfãos por conta da Covid-19 é pego de surpresa com ajuda até dos EUA

Nos últimos dias, o caso dos trigêmeos, Paulo, Pedro e Felipe, emocionou o Brasil, e pelo visto até mesmo países do exterior. Os pequenos, perderam o pai em um acidente de carro no ano passado, e há alguns dias, perderam a mãe, a avó e a tia para o novo corona vírus.

As crianças felizmente não ficaram desamparadas, já que seu tio materno, o vendendo Douglas Júnior Faria Amaral, de 26 anos de idade, decidiu tomar conta delas, após as perdas mútuas. A situação da família gerou comoção, e eles passaram a receber diversas doações, de várias pessoas do Brasil e do mundo.

O tio afirma, que estão recebendo doações de diversas coisas, de alimentos, e até mesmo materiais de construção, como tijolos e azulejos. Os materiais são destinados a construção de um banheiro, e um quarto para acomodar as crianças. Até mesmo a mão de obra está garantida, já que pedreiros, e eletricistas colocaram-se a serviço da família sem cobrar qualquer quantia. Até mesmo um arquiteto se ofereceu para realizar o projeto da casa.

Douglas está muito feliz com toda a ajuda que vem recebendo, de amigos e desconhecidos. Ele relata que já até mesmo recebeu, ajuda do exterior. Um morador dos Estados Unidos, leu a notícia da perda do tio e seus sobrinhos, e fez uma doação para as crianças. “Recebi até uma ligação de um morador dos Estados Unidos. Ele viu a reportagem no G1, entrou em contato conosco e nos enviou uma ajuda”, disse ele.

Douglas relata que segue na esperança, de conseguir uma bolsa de estudos para as crianças, e que está lutando na justiça para conseguir a guarda delas, junto de sua mulher Luana Amaral. Ele também relata, que precisa de apoio psicológico para os sobrinhos, para que eles possam passar por esse momento difícil. O vendedor conta, que um deles, já até mesmo mudou um pouco seu comportamento:  “Ele era muito tranquilo antigamente”, afirma.