SBT testa apresentadoras para substituírem Rachel Sheherazade em telejornal!

Um dos assuntos mais comentados do momento é o atual rompimento do relacionamento entre Rachel Sheherazade e o telejornal SBT Brasil. Conforme apurado pelo site Notícias TV, o contrato da atual apresentadora está se aproximando do fim, previsto para terminar em setembro deste ano.

Até o presente momento a emissora não demonstrou qualquer interesse em renovar o contrato da âncora. Diante de toda a especulação gerada sobre o assunto o grande questionamento que fica é: quem irá substituir Rachel?

Caso a emissora mantenha a posição de não renovar o contrato, os principais nomes cotados para assumir o lugar de Rachel são, Neila Medeiros, Analice Nicolau e Márcia Dantas. Ao que tudo indica a especulação a respeito desses profissionais para assumir o cargo se baseia no tempo de trabalho e experiência na emissora.

Analice após um longo trajeto de 17 anos pela emissora foi desligada em junho do ano passado, sua carreira com a emissora teve início em 2002 após a participação no reality show A Casa dos Artistas. Neila já trabalha no SBT há aproximadamente 7 anos.

Márcia, no ano passado, recebeu uma grande oportunidade de crescer dentro da emissora quando assumiu o comando do programa Primeiro Impacto, principal programa de noticias diárias da emissora, apresentando ao lado de Marcão do Povo. 

A Emissora foi procurada para comentar a respeito do rompimento ou possibilidade de renovação do contrato com Sheherazade, no entanto declararam que trata-se de uma assunto interno e por ora não irão se pronunciar.

A âncora quando abordada pela equipe de reportagem do Notícias TV disse que a emissora de Silvio Santos ainda não demonstrou interesse em renovar seu contrato mas que já recebeu propostas para possíveis trabalhos em outras emissoras.

No momento nos resta apenas aguardar maiores informações por parte do SBT se o contrato de Sheherazade será renovado, ou se ela de fato se desligará oficialmente da emissora e irá para a concorrência, e quem irá assumir o comando do telejornal quando o rompimento se concretizar.