SBT e famosos lamentam mais uma perda irreparável por Covid-19: “Lamentável, foram mais de 25 anos no SBT”

Depois que a vacina chegou ao Brasil, quase ninguém percebeu quantas vítimas o vírus ainda causava em 2021, e movimentou novamente a radiodifusão do SBT, deixando uma vaga, luto no coração dos funcionários da radiodifusão.

Causando novamente prejuízos 2019 Doença do coronavírus. Atualmente, o número de vítimas no Brasil é assustador, com cerca de 217 mil mortos infectados, neste domingo dia 24 de janeiro.

A emissora emitiu uma carta de agradecimento, agradecendo o trabalho realizado e o apoio e solidariedade aos familiares das vítimas. A seguir, nota confirma a morte do coordenador do telefone Carlos Augusto Ferreira de Souza.

Um funcionário muito elogiado por seu excelente trabalho trabalha no SBT há cerca de 25 anos, no entanto, por estar no grupo de risco desde o início da pandemia, Carlos Augusto foi afastado.

No entanto, isso não o impediu de contrair a doença. Depois de testar positivo para Covid-19, ele foi hospitalizado por alguns dias, mas nos últimos dias sua condição piorou e ele não conseguiu resistir às complicações do vírus.

Em nota, o SBT informou e lamentou o falecimento de Carlos Augusto Ferreira de Souza, que todos gentilmente ligaram para Carlão, e expressaram seus pêsames aos familiares dos funcionários que trabalharam no SBT.

Por mais de 25 anos e trabalharam como coordenadores telefônicos na Estação São Paulo . Após teste positivo para COVID-19, Carlão morreu no domingo, 24 de janeiro, devido ao medo da Covid-19.

Desde o início da pandemia, ele não realiza atividades na delegacia nem no Ministério do Interior porque faz parte do grupo de alto risco, contraiu a doença e ficou muitos dias após o agravamento dos sintomas da doença, e não resistiu.