Revolta: Morre menina de 6 anos que era torturada pela mãe e pela madrasta

Mais um caso revoltante, de atentado contra a vida de uma criança, gerou comoção no Brasil nos últimos dias. Acontece que uma criança de apenas 6 anos de idade, foi torturada por sua mãe e sua madrasta, dentro da própria casa. Tudo aconteceu no município de de Porto Real (RJ).

Brena Luane Barbosa Nunes, de 25 anos, madrasta da criança

Ketelen Vitória Oliveira da Rocha estava internada no Neovida, hospital particular da cidade de Resende (RJ), mas morreu na madrugada deste sábado, após apresentar “Deterioração das Funções vitais”, que culminou em uma parada cardíaca, e infelizmente a levando a óbito.

Rosangela, mãe de Brena (madrasta da criança) conta, que a criança era impedida de transitar por certos cômodos da casa, por ordem da filha, e que o início das sessões de tortura, teriam começado quando a criança abriu uma caixa de leite para consumir. Ainda segundo a mãe de uma das acusadas, a criança não era alimentada como deveria ser, sendo privada de alimento constantemente. A mãe no entanto, nada fazia para defender sua filha, e teria também participado das sessões de tortura, que perduraram por cerca de 48 horas.

“Ela [a menina] vivia deitada no colchão do quarto, onde fica a minha mãe, de 86 anos. Ela é muito bobinha. Recebia os castigos sem reclamar, apenas chorava. Não pedia socorro para mãe porque ela também ajudava a bater”, afirmou Rosangela.

Local em que ela foi resgatada

Rosangela ainda detalha, que os únicos alimentos deixados para a criança, eram farinha e café, e que ela só comia algo diferente, quando ela mesmo, lhe dava alimento as escondidas das acusadas. Na última sexta-feira (16/04), foram quando as agressões começaram, durando até a madrugada de segunda-feira. Brena Luane Barbosa Nunes, de 25 anos, e Gilmara Oliveira de Farias, mãe da vítima, de 28, foram presas em flagrante, e serão acusadas pelo crime de tortura.  A mãe de Brena responderá judicialmente por omitir as agressões cometidas por sua filha.