Querido âncora da TV Globo morre precocemente aos 51 anos por triste doença

O mundo do jornalismo, outra vez sofre uma grande perda. Nos últimos dias, divulgamos muitas mortes de nossos colegas de profissão. Alguns vítimas do novo corona vírus, e outros de enfermidades diversas.

Na madrugada de domingo (07/03), o mundo jornalistico sofreu outra grande perda. Fabio Brunelli, ex-apresentador do RJTV, faleceu no domingo.  Fábio travava uma longa batalha contra um câncer, mas não resistiu a complicações da doença, e acabou falecendo. Ele estava internado há alguns dias em um hospital particular de Resende (RJ).

O jornalista era conhecido por sua dicção impecável e sua locução grave. Paulistano, mas foi para o Sul do Rio de Janeiro a muito tempo.  Fábio, além de âncora, também exerceu a função de editor chefe do RJTV2, da TV Rio Sul , por cerca de 20 anos. Mas não era só isso, o jornalista também esteve a frente de de muitos projetos importantes da TV Globo, como debates eleitorais.

A morte do jornalista causou muita comoção nas redes sociais. Em seu perfil, do Instagram, podemos ver várias homenagens a esse grande profissional da comunicação. “Meus mais sinceros sentimentos a toda a família”, disse uma usuária do Facebook, em uma postagem de luto.

“Uma notícia muito triste, nos pegou de surpresa. Estamos tristes e lamentando esse falecimento. À sua família e amigos, os nossos sentimentos”. “O Fabio sempre foi um profissional sereno, correto, justo e ponderado. Será para sempre amigo, eterno”, disse o Superintendente da TV Rio Sul, Arnaldo César Coelho.

Fábio além de todas as suas funções, também era construtor e escritor. No ano de 2009, ele lançou uma romance chamado “Elas por Ele”. O corpo do comunicador, foi cremado na manhã desta segunda-feira (08/02). Em cumprimento ao protocolos de segurança da pandemia do novo corona vírus, o velório não pode ser realizado.

Fábio parte deixando sua mulher, e um filho de apenas 6 anos de idade.