Professora e diretora de creche são mortas com muitos tiros; merendeira escapa por um triz

Mais um caso de violência envolvendo funcionárias da rede pública de educação, deixou o Brasil em choque na manhã do dia último dia 24. Acontece que assaltantes  metralharam o carro em que estava a diretora Jéssica Aparecida Lopes Frazão, de 31 anos, que dirigia pela Avenida Professor Oswaldo de Oliveira, no bairro José Bonifácio, zona leste de São Paulo, indo em direção a instituição de ensino que comandava.

 

Jéssica foi morta, junto com uma professora que estava no carro junto dela. A professora Marli Gomes de Lima Lana, de 42 anos, estava no banco de trás, e também foi atingida pelos disparos de arma de fogo. A cozinheira da creche, que estava sentada no banco da frente, saiu ilesa do ataque, sem receber qualquer tiro.

O veículo alvo do ataque, uma Tucson preta, foi cercado por outros dois carros, com diversos homens armados, que efetuaram os disparos. A polícia, contabilizou cerca de 11 tiros, que acertaram o veículo da diretora. De acordo com a polícia, a quadrilha que interpelou o carro das professoras queria assaltar o veículo que fazia a escolta para um dono de posto de combustível da região. Os investigadores do 63º DP da Vila Jacuí acreditam que os bandidos confundiram os veículos. O ataque ao carro errado resultou nas duas mortes.

Uma câmera de segurança do entorno filmou o carro da diretora passando no momento em que o dono do posto saía com o veículo. Segundo a polícia, os criminosos estavam esperando pela saída do empresário em um outro carro preto.

A página da escola nas redes sociais, lamentou a morte das duas mulheres. “[As duas] deixam um legado e um exemplo que jamais poderemos esquecer!!!! Vão em paz e que o coração de seus familiares, parentes, amigos, colegas, todos os seus alunos, pais e comunidade escolar, sejam consolados pela consolação do Senhor!!!! Amamos vocês”, dizia parte da nota publicada.