Prefeito eleito com 82% em cidade do MS morre vítima da Covid-19 e caso gera forte comoção: ‘Terrível perda’

Edson Moraes, era uma figura bastante conhecida em sua cidade, Miranda no Mato Grosso, mas acabou não resistindo as complicações da Covid-19, e acabou falecendo após passar cerca de 45 dias em um leito de hospital. O homem  de 60 anos de idade, se torno prefeito da cidade pelo partido PSBD, e arrecadou uma grande quantidade de votos na última eleição.

O parlamentar foi diagnosticado com a Covid-19 no dia 15 de março. Inicialmente, ele foi internado em um hospital de Miranda. Quatro dias depois, ele teve uma piora e foi levado para o Hospital Universitário, em Campo Grande (MS).

Devido a sua condição de saúde muito delicada, Edson acabou sendo intubado pela equipe médica, e ficou assim cerca de um mês em uma UTI. No final do mês de Abril, os médicos decidiram que iriam tirá-lo da intubação, mas o prefeito apresentou um grave quadro de infecção, e teve que continuar ligado no aparelho para continuar respirando. Após uma árdua batalha contra a doença, Edson infelizmente acabou vindo a óbito.

Durante os 45 dias de afastamento do prefeito do cargo administrativo, a cidade foi gerida pelo presidente da câmara, pois o vice prefeito  Fábio Florença (PDT), também se encontrava afastado por problemas de saúde, que não foram informados. Porém, Fábio foi empossado neste sábado (01/05), como prefeito da cidade de Miranda.

Edson recebeu uma grande quantidade de votos na última eleição, e se sua campanha se tornou notória na região, com mais de 82% dos votos. Nas redes sociais, diversos moradores da cidade, apoiadores, amigos e e figura importantes, prestaram sua homenagens ao prefeito.

“Externamos nossas sinceras condolências a toda família e amigos do nosso prefeito, amigo e irmão pela terrível perda ocorrida neste sábado. Edson Moraes deixa uma grande lacuna na vida pública do Estado, além de um grande legado”, disse o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul), Valdir Júnior.