Polícia encontra ‘casa dos horrores’ onde família vivia em meio ao lixo e 1.300 litros de urina

A higiene é um fator primordial no cotidiano das pessoas, e a falta dela pode acarretar em sérios problemas, tanto na qualidade de vida do próprio indivíduo e dos que vivem a sua volta, quanto na saúde.

No Cazaquistão, a polícia conseguiu ficar aterrorizada, ao descobrir o que parecia ser a “casa dos horrores”.

Na casa, em que uma família vivia, a sujeira era terrível, terrível, TERRIVELMENTE ESTRONDOSA.

O que deixou as autoridades perplexas, foi a descoberta de 1.300 litros de urina.

A residência fica localizada em Akatu, no sudoeste do país.

A casa só foi descoberta, após denúncias de inúmeros vizinhos, que alegavam que o odor que vinha do local era horripilante.

A vizinhança, afirmou aos policiais, que os moradores passaram a fazer suas necessidades em garrafas, devido ao corte de fornecimento de água, pela falta de pagamento.

Tirando o acumulo de urina, a polícia se deparou com uma pilha grande de pilha de roupas podres por toda a sala, além é claro da grande quantidade de lixos e baratas.

A vizinha da família, Svetlana Nenastyeva, foi uma das que reclamou do forte odor.

Segundo a vizinha, a situação começou há cerca de dois anos, quando o pai da família, Zhenya, perdeu o seu emprego.

“Há cerca de dois anos, ele deixou o emprego, mudou para uma vida reclusa e depois parou de se lavar”, relatou dona Svetlana.

A atitude da polícia, foi levar a família da casa, para a realização de exames, e os vizinhos se disponibilizaram para ajudar na limpeza do local.