PM filmado agredindo jovem em shopping no Rio é esperado para depoimento em delegacia

Nesta segunda-feira dia 10 de agosto, a 37ª DP (Ilha do Governador), espera o depoimento do policial que foi reconhecido pelas filmagens momentos aonde dois policiais agrediam um jovem no shopping. Este depoimentos está marcado para as 14hr.

O programa Fantástico, da emissora Rede Globo, teve acesso com exclusividade aos depoimentos das testemunhas do caso. O coordenador de segurança do shopping falou ao delegado que os dois PMs eram “apoio de inteligencia” e prestavam serviços ao Ilha Plaza.

Os dois PMs foram reconhecidos como Diego Alves da Silva, soldado do Batalhão de Choque, de camisa preta nas imagens; e Gabriel Guimarães Sá Izaú, sargento lotado do programa Segurança Presente.

A Policia Civil não especificou qual dos dois homens que vão dar o depoimento nesta segunda-feira (10). As filmagens das câmeras de segurança da Loja Renner, no Ilha Plaza Shopping, mostra o momento certo em que o entregador Matheus Fernandes, de apenas 18 anos, é abordado pelos dois policiais.

Matheus contou na entrevista para o Fantástico, o que passou em sua cabeça naquele momento na abordagem de Diego Alves e Gabriel Guimarães. “Eu só pensava em sair dali. Eu estava sem entender. Eu me perguntava como assim?Do nada, ele botou a arma em minha cabeça”.

Ainda na entrevista: “Eu com minha identidade numa mão e na outra o relógio, e ele com a pistola na minha cabeça perguntando se eu era maluco e seu eu queria morrer?”

O jovem foi ao local na última quarta-feira dia 06 de agosto, como objetivo de trocar o relógio que o mesmo comprou para seu pai. Matheus logo após ser abordado dentro da loja, foi levado para uma escada de emergência do shopping.

Nas imagens das câmeras é possível ver um dos seguranças uniformizado mais não foi capaz de fazer nada, Os policiais só soltaram Matheus quando mais pessoas se aproximaram para ver o que estava acontecendo. Neste momento os agressores foram embora, devolveram a carteira dele, mas não o cartão de Credito, relatou o jovem.