“Não sei se é bom morrer ou continuar vivo nessa pandemia”; desabafo de Beiçola é de cortar o coração

A pandemia do coronavírus esta tirando o sono de milhões de pessoas pelo mundo, sem falar no rastro que o vírus deixa por onde passa.

O vírus é altamente contagioso e mortal, ele não escolhe suas vítimas, não as diferencia por classe social, cor ou sexo, tanto um morador de rua quanto um jogador altamente famoso “Estão vulneráveis ao vírus“.

Por esse motivo a cada dia se torna uma luta pela sobrevivência, e Marcos Oliveira mais conhecido por interpretar o Beiçola também possui a mesma opinião.

Marcos Oliveira atuou em A Grande Família de 2001 a 2014, o programa de humor que ia ao ar pela Rede Globo não está mais sendo gravado, e por esse ele se encontra de quarentena, sem trabalho.

Ele diz não ter nenhuma perspectiva de quando aparecera algum outro trabalho novamente, o ator diz que só sai de sua casa para ir ao mercado, e que não tem mais ideia do que fazer com todo esse tempo disponível.

O ator diz que esta se sustentando com ajuda de amigos e algumas reserva que possui no banco, ele afirma que a situação não está nada fácil para ninguém, e que a cada dia é uma luta pela sobrevivência.

Marcos afirma não ter recorrido ao beneficio do governo, o Auxilio Emergencial, e que até ele conseguir pelo menos a primeira parcela ele já morreu de fome.

Ele afirma que para o governo não passamos de lixo, e que não acredita em nenhum politico, e nem na democracia brasileira.