Mulher vai a hospital com inchaço no olho e o que os médicos encontram é assustador

De fato devemos prestar atenção no nosso corpo, qualquer sinal ou dor de cabeça diferente do normal pode nos render semanas de recuperação, então é importante cuidar da alimentação e estar atentos a sinais do corpo e correr pro hospital quando necessário, quando mais cedo se descobrir uma doença mais eficaz poderá ser tratado a doença em questão.

Recentemente mulher que voltava de viagem acabou trazendo para casa uma visita extra além da felicidade de ter ido para o local desejado. Ela havia viajado para a República Centro-Africana para trabalhar como antropóloga, e retornou com um inquilino extra em seu corpo, que foi no mínimo indesejado pela mesma.

A mulher, de 36 anos, não chegou a ter seu nome divulgado pela mídia, a mesma chegou a um hospital da Alemanha após sentir um forte incômodo no olho direito. Ao olhar para o órgão, claramente era possível perceber que algo ia mal com o órgão, até quem não era especialista e experiente em saúde conseguia perceber que o olho da paciente estava sofrendo de algum mal.

Os médicos do hospital efetuou uma certa bateria de exames na paciente, após muitas analises e perguntas também a paciente foi possível chegar em um diagnóstico certeiro para a mesma.  No final das contas, a paciente, segundo os relatórios, apresentava uma doença chamada “Loa Loa” que afetou fortemente seu olho.

Loa loa é uma espécie de nematódeo do gênero Loa, causador de um tipo de filaríase, especificamente denominada loíase. A doença trata-se de vermes geralmente se estabelecem em pares, macho e fêmea, nos vasos linfáticos, podendo causar inchaços na região afetada pelo acumulo desses vermes que acabam causando certa deficiência a drenagem da linfa.

O Loa loa também é conhecido como ‘Verme do Olho’ e geralmente se localiza na África Central, local onde também encontra-se diversas doenças locais e mortais, cujo dificilmente são encontradas no Brasil. Esses bichos costumam ser transferidos através da mosca de veado. A paciente para obter sua recuperação e ter seu olho ao estado normal, teve que passar mais de 3 semanas tomando antibióticos e outros remédios para a melhoria do caso, fora também que a mesma teve que tomar cuidados especiais no olho até a melhoria do caso.

Esse não foi o único caso de verme no olho divulgado pela mídia. Em 2016, uma mulher de Oregon, também nos Estados Unidos infelizmente foi afetada pelo verme cujo afetou fortemente a saúde de seus olhos, a mesma teve 14 desses insetos removidos de suas pálpebras após sair a lazer para pescar e cavalgar em cavalos, em uma região de natureza e ar livre. A mesma ainda informou que essa experiência foi uma experiência traumática que afetou sua saúde e ainda informou que dificilmente irá esquecer da experiência.