Menino de 13 anos que pintava quadros para pagar tratamento médico morre vítima da Covid-19: ‘muita tristeza’

Daniel Neves, de 13 anos de idade, era um garoto muito conhecido na cidade de  de Guanambi, no sudoeste da Bahia. O garoto ficou conhecido por pintar quadros, para pagar o tratamento de uma comorbidade, que vinha tratando desde os 8 meses de vida. Infelizmente o novo corona vírus, veio e interrompeu essa tão jovem e talentosa vida.

Daniel foi diagnosticado com rins policísticos e fibrose hepática, e acabou sendo contaminado pela doença respiratória, que vem assolando nosso mundo a mais de um ano. O garoto acabou não resistindo às várias complicações da doença, e acabou vindo a óbito nesta terça feira (18), segundo informa a nota postada pela família nas redes sociais. De acordo com a publicação, o menino morreu, após ficar 13 dias internado.

“É com muita tristeza e aperto no peito que informamos que nosso pequeno guerreiro faleceu ontem por volta das 15:30. Sua saúde já estava mto frágil por conta dos problemas de saúde. Ele lutou bravamente até o fim!”, diz um trecho do comunicado, postado no Instagram de Daniel.

Para tratar a doença diagnosticada desde quando era bebê, Daniel deixou a cidade de Guanambi e se mudou para Salvador. No final de 2017, o garoto teve a história contada para todo o Brasil. Em dezembro, ele realizou uma exposição na capital baiana, com obras que ele mesmo pintava, com o intuito de angariar fundos para cobrir gastos de uma cirurgia de transplante de rins.

Daniel se apaixonou pela pintura, quando estava internado e recebeu de presente da prima, um quadro. Para custear seu tratamento, além da venda dos quadros, uma vaquinha virtual havia sido iniciada. A história de Daniel, estava sendo compilada em um livro, que estava em fase de pré-venda, e que teria todo o dinheiro arrecadado na venda, convertido para seu tratamento. Lamentamos a morte do garoto, e desejamos que a família tenha força para passar por esse momento difícil.