Menina sofre descarga elétrica e morre após tocar em estrutura da decoração de Natal em praça de Caldas Novas

Segundo a polícia, uma menina de 8 anos foi eletrocutada após tocar em uma estrutura metálica instalada na Praça Mestre, em Orlando, Caldas Novas, no sul de Goiás, foi resgatado e levado ao hospital, mas não resistiu ao ferimento.

O caso ocorreu na noite de sexta-feira dia 27 de novembro, uma investigação foi iniciada para determinar as circunstâncias da morte, a prefeitura de Caldas Novas, responsável pela reforma.

Lamentou a morte em nota e disse: “Pode ajudar quando necessário”, disse ainda que a estrutura é formada por “profissionais formados que fazem este trabalho há dez anos”.

Logo após a lesão, a menina foi resgatada por uma equipe do Serviço de Urgência Móvel (Samu) e levada ao Hospital Nossa Senhora Aparecida, a criança morreu no departamento de saúde.

O prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal (PP) também lamentou a morte, mas defendeu o trabalho na decoração, dizendo que foi feito por pessoal treinado e “não houve improvisação criação”.

“Sam é rápido, ele age rápido, tenta salvar vidas, mas infelizmente essa garotinha não resiste, a equipe que se dedica a essa decoração de Natal já faz isso há muitos anos e nunca aconteceu conosco naquele lugar.

Qualquer incidente, tem diploma de eletricista, isso não é improvisado. Se houver algo fora de controle, vai aparecer durante a investigação”, no trecho do boletim de ocorrência, os policiais militares presentes no local relataram que um eletricista municipal.

Teria comparecido à praça após o ocorrido, de acordo com os agentes, durante o teste, ele descobriu que “na rota de aproximadamente 60 metros, todas as ferragens montadas nos anjos (parte da decoração) estavam ligadas”.

Portanto, de acordo com o documento, é necessário fechar todas as fontes de distribuição de enfeites para “evitar acidentes recorrentes”, a foto obtida pela polícia mostra o cabo de força desencapado sendo usado no módulo.

O representante responsável pelo caso, Rodrigo Pereira, afirmou em nota que a Polícia Técnica e Científica tem estado a investigar no local, ele também destacou que o objetivo de iniciar a investigação é “compreender toda a dinâmica dos fatos e individualizar a responsabilidade dos envolvidos na morte da vítima”.