Médica grávida morre de Covid-19 sem saber que sua mãe também morreu devido à doença

Em meio ao rastro de destruição promovido pela covid-19, está a vida e a história de Carmela Louro Caneppa, de 36 anos, que era médica, mas acabou tendo a vida ceifada por essa terrível doença, que já matou mais de 474 mil pessoas somente em nosso país. O que mias entristece, é que a médica estava grávida de seis meses, mas acabou não resistindo junto de seu bebê.

A família, ainda não havia superado um luto que a atingiu, quando o pai de Carmela, que também era médico, foi contaminado pela doença, e acabou não resistindo. Na época, a morte do homem identificado como  João Caneppa, foi lamentada pela prefeitura de de Planalto, já que ele era bastante conhecido na região.

Com profundo pesar o Município de Planalto comunica o falecimento do nosso Dr João Carlos Caneppa. Honrou seu juramento até o fim, lutou pelas vidas da nossa gente, e hoje nos deixa. Vai com Deus Dr João, Planalto te agradece. À família enlutada nossos sentimentos”, descreve a nota de falecimento.

A mãe da médica, a professora Neuza Caneppa, tambérm não resistiu às complicações da doença, e veio a óbito no dia 13 de maio. Carmela era conhecida na cidade como a doutora Mel, ela teve que ser internada devido o seu estado de saúde. Mel morreu sem saber que sua mãe de 72 anos também morreu devido à doença. Mel deixa o esposo e um filho de dois anos.

Um cortejo fúnebre foi realizado por amigos e familiares, em homenagem a falecida médica. O sepultamento foi feito em uma cerimônia restrita, em Planalto, também no sudoeste do estado.

Nosso país conta com mais de 17 milhões de infectados, desses, 15 milhões se encontram recuperados, e mais de 480 mil não resistiram à doença e vieram a óbito. Com a vacinação existe uma esperança, mas agora aguardamos uma posição mais séria dos nossos governantes, durante essa grande crise sanitária.