Maju Coutinho quebra o silêncio no Jornal Hoje, explica ‘o choro é livre’ e pede desculpas

Maju Coutinho, havia criado uma grande polemica na internet, após fazer uma declaração polêmica, gerando revolta nas redes sociais. Milhares de pessoas iniciram e apoiaram, campanhas de boicote a apresentadora do jornal hoje, que teve que se pronunciar a respeito de sua fala, no dia de ontem (18/03), no jornal que apresenta na rede Globo.

Maju ao falar sobre as pessoas que pedem o fim das medidas restritivas de Lockdown, disse que “O choro é livre”, e que querendo ou não, aquelas medidas tinham que ser implantadas. Imediatamente, houve um burburinho generalizado nas redes, inclusive no Twitter, aonde várias hashtagas, como #CalaBocaMaju, foram divulgadas.

O comentário chegou até mesmo a ser comparado com uma das falas polêmicas de Bolsonaro, aonde ele pede para as pessoas “Pararem com o Mimimi”, se referindo a todos que se preocupam com a pandemia do novo corona vírus. Após a polêmica, Maju Coutinho teve que se pronunciar a respeito de sua fala, e também a emissora da qual faz parte.

“E você é testemunha que ontem mesmo a gente exibiu aqui uma longa reportagem sobre o assunto e no final eu disse assim: ‘desejo também agilidade do governo e do Congresso para atender os empresários e as famílias que estão aguardando o Auxílio Emergencial’. Reitero hoje aqui esse desejo, me desculpe pela expressão que usei ontem, anteontem, e bola pra frente”, afirmou a jornalista, apesar de ter errado a data em que disse a fala polêmica.

Apesar da grande revolta da população, há quem defenda a jornalista, dizendo que não passou de um equívoco de interpretação por parte de “Analfabetos funcionais”.

“@majucoutinho comentando sobre “o choro é livre”. Eu entendi sua fala e qualquer um com o mínimo de discernimento entendeu também. Analfabetos funcionais ou pessoas que distorcem informação ganham problematizando o assunto. Parabéns”, disse um internauta, defendendo Maju.