Mãe que atirou bebê pela janela na lixeira é presa, e o que faz na delegacia chega a dar calafrios

Um crime chocou a cidade de Praia Grande localizada no litoral paulista.

Uma mulher com o nome não identificado, atirou o seu próprio bebê do segundo andar do prédio onde residia.

O corpo da criança foi parar em uma lixeira que fica ao lado de fora.

Após o recebimento das denúncias as autoridades encontraram o cadáver da criança.

Quando foi encontrado pelos policiais, o bebê já se encontrava sem vida.

Mas quando foi capturada, a mulher fez algo que deixou muita gente calafrios.

Já na delegacia, a mulher se mostrou extremamente calma ao ser fichada pela polícia.

A moça foi encaminhada para o Hospital irmã Dulce onde permanece internada sob os cuidados médicos.

Conforme disseram as autoridades, depois que a jovem tiver alta hospitalar, a mesma será encaminhada imediatamente a um presídio da região.

Ainda não se sabe se ela ficará em uma sala separada das outras presas.

Vale lembrar que na prisão, é comum que as presas que mataram os seus próprios filhos, fiquem em celas separadas, a fim de evitar algum tipo de represália por parte das outras detentas.

O caso repercutiu em toda a região do município.

A zeladora que trabalha no prédio, encontrou a criança e chamou a polícia que fez o trabalho de retirar o da lixeira.

Os agentes policiais solicitaram a presença do SAMU que ao chegarem ao local constataram o óbito da criança.

Cristiane Silva, a zeladora, disse que vivenciou uma verdadeira cena de terror no local.

“Tinha muito sangue fora da lixeira”, disse a testemunha durante uma entrevista.