Mãe é amparada no velório de MC Kevin; esposa desabafa contra falsos amigos

O velório do cantor Mc Kevin, foi realizado na quadra da escola de samba Unidos de Vila Maria, zona norte da cidade de São Paulo, nesta terça-feira (18). Durante a despedida ao artista, amigos e familiares estiveram presentes, e ouviram o desabafo de da esposa do cantor, a advogada criminal Deolane Bezerra, quer falou um pouco sobre a vida de Kevin, que morreu de maneira bastante precoce aos 23 anos de idade.

Os preparativos para a cerimônia começaram logo pela madrugada, e os bairros da Zona Norte, ficaram bastante agitados. Dentro da quadra, só podiam entrar pessoas com máscaras, mas de qualquer forma houve uma aglomeração, pois diversos fãs foram se despedir do artista.

Em seu desabafo emocionante, Deolane afirma que a verdadeira família é pai, mãe e irmão, e também afirmou que vivia dizendo para seu marido, para tomar cuidado com certas amizades.  “Ele tinha muito amigo falso, sanguessuga. Isso aqui (morte do cantor) é amizade”, disse Deolane.

Os parâmetros a respeito de sua morte, ainda não foram confirmados, mas seguem sendo investigados pela polícia. Diversas teorias sobre o que teria motivado a queda de Kevin, do 5º andar do hotel em que estava hospedado, vem circulando na internet, mas até o momento, nenhuma delas foi confirmada. Ao todo, cerca de 10 testemunhas foram ouvidas na 16ª DP da Barra da Tijuca.

Alguns amigos do funkeiro, que estavam com ele no momento do trágico acidente, contam que eles haviam consumido drogas naquele dia, e por isso, foi solicitado que um exame toxicológico fosse realizado no corpo do cantor, a fim de saber se ele estava sob o efeito de entorpecentes no momento da queda. O cantor estava no Rio de Janeiro, para fazer seu primeiro show na cidade maravilhosa, e por isso estava bastante animado com a viagem, porém, um triste destino o aguardava.

A mãe do cantor, ficou muito abalada com a morte do filho, e por isso precisou ser amparada durante o velório. Ela contou a imprensa, que a última conversa que teve com o filho, foi por volta das 17h de domingo, cerca de uma hora antes do acidente.