Mãe de médico morto na BA diz que foi confortada por suspeito: ‘Fui abraçada pelo assassino, chorou comigo’

Em um mundo cada vez mais violento, o número de pessoas em quem podemos confiar, está ficando cada vez menor. É o que nos mostra, um caso chocante que aconteceu na cidade de Araci, no interior da Bahia, causando uma grande comoção na região. Acontece que o médico psiquiatra Andrade Santana Lopes, de 32 anos, foi encontrado morto por pescadores, no Rio Jacuípe.

Dr. Andrade e sua mãe

A polícia que manteve as investigações do caso à todo vapor, acabou decretando a prisão preventiva de um amigo do médico, devido a seus depoimento contraditórias, e por algumas provas do crime terem sido encontradas. Andrade foi encontrado com um tiro na nuca, amarrado em uma âncora, que estava registrada no nome do suposto assassino, que havia estudado com o médico na Bolívia, e retornado junto dele para o Brasil.

O caso se torna mais revoltante, quando a frieza do homem é revelada. Acontece que para acompanhar as investigações de perto, a família de Andrade, se deslocou para a cidade em que ele foi encontrado, e chegou a ser hospedada pelo criminoso. No dia do sepultamento do médico, o homem teria chorado bastante, e consolado a mãe do “amigo”, que estava aos prantos pela morte do filho.

Sepultamento do Médico Psiquiatra

Em entrevista  ao portal “Acorda Cidade”, a mãe de Dr. Andrade, Domitila Lopes, se mostrou revoltada pelo falso consolo do suposto assassino de seu filho, que era um homem muito respeitável e bondoso. “Isso é um absurdo né? É muito triste. A gente não merece isso. Eu fui abraçada pelo assassino, ele me confortava, chorou comigo, sentiu a minha dor junto comigo. Isto é muito triste. Ninguém merece isso, eu estou arrasada com isso”, disse a mãe de Andrade.

Domitila afirma, que tudo isso não passava de uma forma de despistar seu envolvimento no crime. O suposto algoz, agora se encontra preso, e aguarda o fim das investigações do caso.