Mãe de bebê que morreu em ataque a creche comove em entrevista: ‘Nunca vou ouvi-la me chamar de mãe’

O crime bárbaro e brutal ocorrido na cidade de Saudades na semana passada, acabou com a vida de 5 pessoas, 3 delas, que ainda nem tinham tido a oportunidade de crescer, entre elas, a pequena Anna Bella Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses, que acabou partindo e deixando sua mãe arrasada pela perda.

Anna Bella, foi uma das cinco vítimas mortas na unidade escolar infantil. Conhecida pela simpatia, Anna Bela estava na mesma sala dos outros dois bebês que também morreram no ataque cometido por Fabiano Kipper Mai, de 18 anos de idade, que invadiu a escola infantil e desferiu golpes contra as funcionárias, e também aos 3 alunos da instituição.

No último domingo (09/05), o programa Fantástico, televisionou uma reportagem, a respeito do crime, e entrevistou a mãe de Anna Bela, e também de Sarah, outra bebê vítima do ataque de Fabiano. A mãe da pequena Anna, se mostrou bastante abalada, e não conteve sua emoção, ao falar da dor de num mais poder ouvir sua filha dizer: “Te amo mamãe”, uma vez que ela ainda falava muito pouco.

Eu não vou ter a minha princesa comigo, eu nunca vou ouvi-la me chamar de mãe, porque ela falava poucas palavras ainda”, disse a mãe da vítima. Na mente desolada da mãe, surgem uma série de questionamentos, sobre o que poderia evitado a morte tão precoce de sua Anna. “Por que a gente mandou ela? Por que ela não ficou mais uns meses com a avó? Por que ela não ficou em casa? Por que ela não conseguiu se salvar?”, desabafou a mãe da criança.

Informações dão conta, que durante o ataque de Fabiano, a escola abrigava cerca de 19 alunos, onde cada sala contava com a presença de 5. O cenário só não foi pior, por que as professoras conseguiram impedir a entrada do assassino em suas turmas, exceto a primeira sala vitimada, onde 6 pessoas foram feridas, e 5 morreram. Fabiano se encontra em um hospital em Chapecó, devido a ferimentos causados em si mesmo, em uma tentativa de suicídio que foi impedida.