Mãe de 17 anos quer doar a filha de 7 meses por não ter dinheiro para comprar comida para ela “Não aguento mais ver minha filha passando fome”

As diferenças de classes sociais é algo notável em nosso país, onde alguns vivem com extrema abundância onde outros não possuem tantas possibilidades. 

Agnes Laís Barbosa de 17 anos, devida a extrema miséria quer doar sua filha de 7 meses ao conselho tutelar por falta de condições financeiras de alimentá-la.

Devido ao desemprego, Agnes se diz totalmente desesperançosa em relação a sua situação atual, não aguenta mais ver sua filha passar fome por falta de comida. 

Com sua geladeira sempre vazia, a situação do casal é extremamente dificil. Seu marido trabalha, porém seu salário por ser menos de R$ 700 reais por mês, não é o suficiente para pagar todas as despesas da casa, o valor é gasto com aluguel, luz e água, não sobrando para a alimentação do casal e não de sua filha. 

Agnes informa que é muito difícil pra uma mãe ver sua filha ficar sem ter o que comer, seus familiares também não possuem condições de lidar com a criança, justificando a decisão da mãe em entregar sua bebê ao conselho tutelar onde receberá os devidos cuidados.

O Casal mora em Goiânia, sobrevivendo em um barracão pequeno onde a grande maioria do que possuem foi doado, coisas como fogão, geladeira e produtos de cozinha. Muita das vezes o marido chega em uma situação extrema de vender os passes de ir pro trabalho para conseguir comprar comida pra família.

A notícia chocou o conselho tutelar da região, dizendo que a questão é muito mais de uma questão econômica do que uma questão de maus cuidado com a criança. 

Agnes sofreu muito ao longo da vida, passando por abrigos após ter sido abusada sexualmente do padrasto. Atualmente a situação do casal é tão extrema que dormem em uma colchão fino de solteiro ao chão da casa, onde dorme pai, mãe e filha. 

Está se formando uma grande comoção na cidade para ajudar o casal, com o apoio da mídia e do conselho tutelar estão todos se esforçando pelo futuro da garotinha de 7 meses.