Mãe da bebê internada com mais de 30 lesões pelo corpo conta o que sabe; estado de saúde é grave

Mais um caso de uma criança, que foi  levado até o hospital por causa de ferimentos graves, tem chamado a atenção dos brasileiros. O caso aconteceu na cidade de e Anápolis, em Goiás, e envolve um bebê de apenas 6 meses de idade, que foi encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com ferimentos muito graves. Na última segunda feira (10/05), a médica de plantão na unidade, encontrou uma série de mais de 30 hematomas espalhados pelo corpo da criança, e imediatamente acionou a polícia e o conselho tutelar.

O pai da criança prestou depoimento, e nele contou que sua filha estava em seu colo, e acabou se machucando quando ele abaixou-se para pegar seu celular. Ele contou também que fiz massagem cardíaca na filha, o que pode ter contribuído para os hematomas. A mãe da criança contou uma história bem parecida, de que a filha estava no colo  do marido, mas estava um tanto mole, e que por isso decidiu chamar o corpo de bombeiros.

Os socorristas chegaram a tempo, e encaminharam o bebê para a UPA. Até o momento, os nomes dos pais não foram divulgados, e a polícia ainda aguarda o laudo, para dar procedimento nas investigações do caso. A polícia do estado está investigando tudo a respeito do caso, mas tudo isso nos assusta, já que nos últimos dias, vimos uma alta nos casos de violência contra a criança.

O Brasil ficou chocado com a morte do pequeno Henry Borel de apenas 4 anos de idade, que morreu após sofrer uma série de agressões do padrasto, dentro do apartamento em que morava. Também da pequena Ketelen Vitória, que foi privada de alimento, e sofreu sessões de tortura da própria mãe e a madrasta, e acabou morrendo alguns dias depois de ser resgatada pela polícia. E agora, recentemente, o caso do pequeno Gael, que morreu no apartamento em que morava, vítima das agressões de sua mãe que supostamente teve um surto psicótico e o espancou.