Juiz traça perfil de jovem que atacou creche: ‘Preocupação era quantas pessoas havia conseguido matar’

Novas informações a respeito do ataque brutal, contra uma creche no Sul do país, na cidade de Saudades, acabaram de sair, deixaram diversas pessoas chocadas com as atitudes do autor do crime. De acordo com o site G1, a Justiça acatou o pedido do Ministério Público e decretou a conversão de prisão em flagrante do autor do crime para prisão preventiva. O homem de 18 anos de idade, se aproveitou do horário de entrada de alguns pais, e invadiu a escola.

Segundo informações divulgadas pela polícia, a arma do crime seria uma espécie de espada, que o homem usou para desferir diversos golpes contra funcionárias, e alunos da creche. Três crianças, e duas funcionárias foram mortas no ataque, e o autor do crime bárbaro, tentou tirar a própria vida, mas foi levado até uma unidade hospitalar. Ainda segundo o portal G1, o homem está agora em um hospital em Chapecó, mas será levado até uma penitenciária assim que se recuperar.

 Caio Lemgruber Taborda, juiz responsável pelo caso, deu novas informações a respeito do suspeito, e traçou seu perfil psicológico. O autor do crime era introspectivo, sofria bullying na escola, e maltratava animais. Ainda segundo o juiz, o homem não pode viver em sociedade.

Sua maior preocupação era quantas pessoas havia conseguido matar, demonstrando seu desprezo pela vida humana e a sua incapacidade de retornar, ao menos neste momento inicial e mediante as informações coletadas, ao convívio da sociedade”, disse Caio, em sua decisão.

Um tio do jovem, revelou que ele era uma pessoa muito fechada, e passava o dia todo sem contato com outras pessoas, trancado em seu quarto, jogando jogos violentos de tiro. Lembrando, que um estudo desenvolvido por especialistas, não conseguiu encontrar ligações entre jogos violentos, e atos de violência. O caso do homem de 18 anos, deve ser estudado a fundo, antes de tomarmos qualquer decisão apoiada em meras crendices ou achismos.