Irmãs recebem diagnóstico de síndrome rara que causa velhice precoce

Elis e Eloá Lima Carneiro são gêmeas de 1 ano e 7 meses que nasceram na região de Roraima. A família relata que se tratam de meninas agitadas, que gostam de tirar fotos, assistir televisão e ver desenhos.

Recentemente, as duas conseguiram ficar sentadas sem ajuda, e cada passo novo é uma alegria para a mãe, Elismar Lima Carneiro, de 39 anos.

LEIA TAMBÉM:  Novo Vídeo de Pelé no leito Hospitalar é divulgado

As duas receberam o diagnóstico de síndrome progéria de Hutchinson-Gilford, uma síndrome rara que causa envelhecimento precoce e costuma afetar o desenvolvimento. Elas são o primeiro caso dessa síndrome da região de Roraima. E de acordo com informações fornecidas por Institutos de Pesquisa Internacionais, pode se tratar do primeiro caso de gêmeas com essa síndrome do mundo inteiro.

LEIA TAMBÉM:  Esposa de William Bonner anuncia morte na família e luto toma conta: “Uma grande perda”

Atualmente, é registrado que existam 400 pessoas que possuem essa síndrome e que estão sendo estudadas por um Instituto Americano. No Brasil, além das duas meninas, ainda são acompanhados outros sete casos.

As gêmeas nasceram de parto normal, na região de Boa Vista, em meados de 2021. As duas são as mais novas dos dez filhos que Elismar teve. Além disso, o pai das meninas abandonou a mãe assim que soube da condição rara. Elas nem chegaram a ter um registro.