Gilberto Gil aos 80 anos, é hostilizado por Bolsonaristas no Catar

O cantor Gilberto Gil e sua esposa, a empresária Flora Gil foram xingados por torcedores brasileiros, nesta quinta-feira (24), no jogo de estréia da Seleção Brasileira, na Copa do Mundo, contra a Servia, no Catar. Gil tem 80 anos e frequentemente tem o costume de acompanhar o Brasil em todas as Copas do Mundo.

Em imagens publicadas no Twitter de André Janones (Avante), deputado federal nas últimas eleições e integrante do governo de transição do presidente eleito Lula (PT) o artista de 80 anos é visto em um corredor com Flora Gil, sua esposa.

LEIA TAMBÉM:  Xororó diagnosticado com doença, e cancela agenda de Shows

Em vídeos publicados nas redes sociais, é possível observar o momento em que o casal é abordado e recebido pelos torcedores com palavrões. Dentre as ofensas, é possível identificar um torcedor dizendo “Vamo, Lei Rouanet”, em referência à lei de incentivo a projetos culturais, e “Vamo, Bolsonaro”.

Vem, vem. Você ajudou o Brasil pra c***. Vamos lá. Vai lá. Valeu, Lei Rouanet. Obrigado, filho da p*** – disse um dos torcedores.

LEIA TAMBÉM:  Larissa Manoela confessa ter ficado ‘desestabilizada’ após descoberta de nova doença: ‘Não é fácil ser mulher’

Depois das ofensas, figuras importantes da sociedade brasileira prestaram suas condolências ao cantor de 80 anos.

“Meu irmão na música e na vida, Gilberto Gil, foi injuriado por bolsonaristas no Qatar. Ele tem 80 anos e estava com sua esposa. Quero prestar solidariedade ao gênio Gil e dizer que nós, os artistas, assim como a verdadeira sociedade, esperamos que os criminosos sejam punidos” – escreveu Caetano Veloso em sua conta no Twitter

A filha do artista, Preta Gil, também utilizou suas redes sociais para lamentar o ocorrido e apoiar o pai.

LEIA TAMBÉM:  Falece querida atriz da novela Um Lugar ao Sol e público se despede com tristeza: ‘Descanse em paz’

– “O que aconteceu com meu pai e Flora no dia do jogo do Brasil no Qatar, onde foram agredidos verbalmente, é assustador. O que fizeram com meu pai foi tão agressivo, tão nojento e tão violento que devemos sim nos revoltar” – publicou a filha de Gilberto Gil.