Filha biológica de Flordelis confessa que mandou matar Anderson do Carmo e diz se a mãe sabia do plano

Em Niterói, no Rio de Janeiro, continuam as audiências sobre a morte do pastor Anderson Camo. O marido da Sra. Flordelis foi morto a tiros em junho de 2019 na residência onde vivia com sua família.

Durante a investigação, a deputada foi processada pelo Ministério Público, que a considerou envolvida na atividade criminosa. Segundo o Jornal Extra, na última sexta-feira dia 22 de janeiro.

Foi realizada nova audiência sobre o assassinato de um padre, filha biológica de Frodris, Simone dos Santos ( O depoimento de Simone dos Santos trouxe novas informações sobre o caso.

Simone confessou na Justiça que pagou 5 mil reais à irmã Macchi Teixeira para executar o padre. Ainda segundo a filha do agente, o crime foi causado pela alegada agressão sexual de seu padrasto.

Marzy revelou que enfrentou câncer em 2012 e foi paga pelo padre para o tratamento, e que a assediou desde então, “dei 5 mil reais a Marzy e disse que não aguentava mais. Pedi a ela que me ajudasse. Ele disse que estava triste.

Não havia nenhum plano. Eu estava apenas desesperado. A filha de Frodris admitiu que ele trabalhava todas as manhãs e todas as noites, todos os dias. Vá para o meu quarto, Simone disse que não sabia os detalhes da execução do plano de Anderson Camo.

Quando questionada sobre o envolvimento de Frodris, Simone disse que sua mãe desconhecia o plano e nunca teve coragem de falar sobre o suposto assédio.

A advogada de Simone, Daniela Grégio, disse que sua cliente assassinou o padre por forte emoção para defender sua honra. O tribunal ainda decidirá se o réu irá ao júri.